segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

A UNÇÃO DE DEUS É UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA


"Estou persuadido de que quase todos os pregadores falam de um Cristo que não conhecem e não sentem. Muitas congregações estão mortas porque homens mortos estão pregando a elas" (George Whitefield)

O que se entende por Intimidade?

Para o mundo ser íntimo de alguém é conhecer o outro com profundidade.
Isto quer dizer conhecer os anseios, os desejos, os segredos do coração.

Em outras palavras podemos dizer que intimidade significa conhecer a vida íntima e particular de alguém.

É estar ligado por afeição e confiança com alguém.

Conhecer alguém intimamente requer tempo e esforço de nossa parte e não se trata de algo unilateral uma vez que para conhecer alguém intimamente é necessário que também sejamos conhecidos por esse alguém.

A intimidade não permite barreiras de qualquer natureza.

Portanto a intimidade depende das duas partes.

Como já falamos, a intimidade requer confiança.

Essa confiança se tornará real quando conhecemos uma pessoa, e isso só acontece com o passar de algum tempo.

Se todos dias nós conversarmos um pouco e formos nos conhecendo mais e mais, chegará uma hora em que teremos confiança um no outro para lhe contar tudo o que se passa em nosso interior.

Podemos então afirmar que a intimidade virá com a convivência.

Nós não podemos ser íntimos de uma pessoa com a qual conversamos raramente e sempre temos uma conversa superficial.

Não queremos aqui falar de intimidade entre seres humanos, mas sim da intimidade com o Pai (Deus).

Porém, a intimidade com Deus não é diferente.

Só existirá uma intimidade com Deus perfeita se nós o conhecermos profundamente e então possamos realizar os desejos de Seu Coração.

Sabemos que Deus nos conhece no mais profundo de nosso íntimo, mas para que sejamos íntimos d’Ele não basta apenas Ele nos conhecer, é preciso que nós também o conheçamos plenamente.

Lembre-se que Deus sempre buscou ter intimidade com o homem, ele sempre quis estar próximo de nós.

Ele sempre quis falar face a face conosco, porém o pecado separa o homem de Deus.

A Bíblia nos fala que Deus falava face a face com Adão todos os dias, mas com a queda do homem esta aproximação foi barrada porque o pecado colocou uma barreira entre o homem e Deus.

Para que essa barreira pudesse ser quebrada Ele enviou Jesus, para pagar o preço pelos nossos pecados.

Com sua morte e ressurreição tivemos acesso ao trono de Deus, desde que nos apresentemos em vestes de núpcias, lavados no sangue do cordeiro.

Este foi o preço que Deus pagou para que possamos usufruir de sua intimidade: a morte de seu filho amado na Cruz do Calvário.

Por isso, ter intimidade com Deus é manter um relacionamento espiritual profundo e, requer transformação em nós de dentro para fora.

Nós como corpo de Cristo podemos usufruir desta intimidade, porém a maioria das pessoas que se dizem cristãos não tem dado o devido valor.


Esse é o desejo de Deus: ser intimo com o homem!


Como podemos ser íntimos de Deus?


Precisamos falar diariamente com Ele.

Porém o nosso falar não deve ser coisas superficiais, orações corriqueiras de todo “crente”, que ora ao acordar (?), na hora das refeições (?) e na hora de dormir(?).

Deus quer ser nosso íntimo, então devemos tratá-lo como uma pessoa íntima, como um amigo íntimo.

Você lá no mundo passa horas falando com seus amigos, contando a eles tudo que se passou no dia a dia e ouvindo o que se passou com eles.

Você abre o seu coração, fala de suas ambições, sonhos e desejos.

Pois bem, Deus requer que passemos um tempo com Ele todos os dias, Ele não quer migalhas, a sobra de nosso tempo, Ele quer que contemos a ele os nossos desejos, sonhos e segredos mais profundos.

Mesmo já sabendo de tudo isso é desejo de Deus ouvir de nossa boca, Ele tem prazer em nos ouvir e falar conosco.
Ele quer ter a oportunidade de compartilhar conosco os sonhos, os planos, e os desejos mais profundos do coração d'Ele.


A Bíblia Sagrada nos informa que:


A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele fará conhecer a sua aliança. (Salmos 25.14)

É essa mesma Palavra Sagrada que nos informa que somos o templo do Espírito Santo, e, portanto, como templo devemos saber que Deus está em nós e nós estamos n’Ele.
É por isso que a transformação deve ser de dentro para fora, esse relacionamento deve e tem de ser trabalhado, cultivado para que o amor não venha a esfriar e empobrecer.

A intimidade com Deus é como se fosse um tesouro escondido que deve ser explorado, e para explorá-lo requer trabalho, trabalho árduo.

Muitas pessoas acham que por ter aceitado Cristo um dia como Senhor e Salvador de suas vidas já estão salvos e nada do que vierem a fazer no futuro impedira a sua salvação.

É verdade que a salvação é gratuita, mas a pessoa para ser salva deve seguir os mandamentos de Deus, fazer a vontade de Seu Criador, desviando-se dos maus caminhos.

Mas, salvação e intimidade são coisas distintas, enquanto uma nos dá acesso a vida eterna junto ao Pai, a outra nos permite conhecer o coração do Pai.
Enquanto a salvação é dom de Deus (graça) a intimidade tem um preço a ser pago (e nem todos estão dispostos a fazê-lo), requer disciplina, tempo na presença de Deus, negar as coisas do mundo, de parar tudo para sentir e ouvir a sua presença em nossa vida.

Algumas pessoas pensam que à partir da nossa conversão nossa intimidade com Deus já é plena e suficiente.

De fato, quando nos convertemos a Cristo, automaticamente temos comunhão com Deus.

Mas intimidade é fruto do quanto queremos conhecer, ouvir, saber, aprender de Deus.

Deus nos revela sua Palavra quando a lemos, Se orarmos e perseverarmos nessa atitude, estaremos mais sensível à Sua voz. É um processo, sem dúvida, natural.


Intimidade é falar e saber ouvir.


Da mesma forma como dialogamos com nossos amigos, devemos fazê-lo com Deus, assim como ficamos horas e horas jogando conversa fora em nossas rodas de amigos, devemos também fazê-lo na presença de Deus, não mecanicamente, mas em dialogo proveitoso, com temor (reverência), para que possamos ter esta intimidade almejada e conhecer os segredos do Seu Coração.

É verdade que nem sempre estaremos aptos para ouvir o que Deus nos fala, mas devemos ter plena confiança que a Palavra de Deus é verdadeira e ela nos informa que todos que temem ao Senhor serão por Ele atraídos, e se o deixarmos agir em nossas vidas de forma ilimitada e em todas as áreas, Ele se tornará participante e livre para agir em nossas vidas em qualquer circunstância.

Lembre-se de que Deus pode fazer o que Ele quer, quando Ele quer.
Para que Ele venha agir em nossa vida é preciso que nós o convidemos para agir e entrar em nossas vidas.

Só teremos intimidade com o Pai se nos sujeitarmos a alguns sacrifícios, pois devemos nos espelhar no modo de viver de Cristo e sermos imitadores de Cristo Jesus.

A intimidade é privilégio de poucos, pois só a têm aqueles que o temem e sejam retos, sinceros e dispostos a pagar o preço.

A intimidade é desafio, só para os que estão dispostos a buscá-lo de todo o coração com mãos limpas e coração puro.

A intimidade é oferta, isto é nos ofertamos a Deus de corpo e alma, é o desejo de estarmos em sua presença e buscarmos a presença do Senhor em nossas vidas.

A intimidade é amor, pois devemos amá-lo sobre todas as coisas, honrando-o com nossas atitudes, com nosso corpo por inteiro, pois somos o templo do Espírito Santo.

Portanto, intimidade com Deus é fruto prático na vida de uma pessoa.

Quem se direciona até Deus, acaba conhecendo mais a Deus, mais de Deus.

E quem O conhece mais O ama mais por vê-Lo como Ele realmente é.

A pessoa que assim anda, acaba se rendendo completamente a Ele e deixando reinar por Cristo.
A intimidade então, fluirá.

Essa intimidade com Deus gera unção.

A unção é o poder de Deus manifestado pela sua presença.
Em outras palavras a unção é a manifestação da presença de Deus em seu poder destruindo as cadeias do inimigo, curando e capacitando os filhos para uma vida cristã plena.

A unção tem poder de transformação de pessoas comuns em armas poderosas nas mãos do Deus vivo.
Quanto mais próximos (íntimos) estivermos de Deus maior será o poder liberado para uma vida de milagres.

Uma coisa é certa: Deus não derrama fogo em altar sem sacrifício.

Muitos querem o poder, mas não querem a presença de Deus.

Esquece-se que Poder sem a presença de Deus gera morte.

Mas lembre-se a presença do Espírito Santo em nossos corações não é unção.

Unção vem pelo intimo relacionamento.

A unção faz a diferença.

Jesus disse: os sinais seguirão aqueles que crêem.

Os sinais testificam a presença de Deus (Espírito Santo) no homem.

E a unção do Espírito Santo é o grande segredo dos homens que mudaram a história do seu tempo.

Eles mudaram a história por que tinham unção, fruto de uma vida no altar.

E uma vida no altar move os céus.

Nós não podemos limitar Deus, onde estiver sua presença, ali há manifestação de seu poder através de milagres e maravilhas.

A unção flui da intimidade com a presença de Deus.

Por isso devemos preservar nosso coração e nossa mente.

O nosso coração é fonte da vida e não pode ser contaminado pois também contaminará a unção.

Lembre-se: coisas sobrenaturais não tem lógica, os milagres não podem ser explicados, são para ser vistos.

Através dos milagres Jesus quebrou as leis naturais.

Ele nos revela que podemos fazer as mesmas coisas que Ele fez e maiores ainda.

Então o que estamos esperando? Vamos correr atrás.

A unção nos capacita para operar numa dimensão de milagres.

Comece agora, procure a intimidade com Deus, coloque-se na brecha, que Ele se apresentará a você.

Tenha paciência que você verá com o decorrer do tempo uma mudança fundamental em sua vida e ministério.

Aposte em você!

Porque para Deus você é único.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

QUADRO DE NOMEAÇÕES PASTORAIS PARA BIÊNIO DE 2010/2011

QUADRO DE NOMEAÇÕES PASTORAIS PARA O BIÊNIO DE 2010/2011

De acordo com a Legislação Canônica em vigor, e atendendo as necessidades da Primeira Região Eclesiástica, faço, na qualidade de Bispo, as seguintes nomeações pastorais:

1 - DISTRITO DE BARRA MANSA - Superintendente Distrital: Ananias Lúcio da Silva

BARRA MANSA
Ananias Lúcio da Silva, Presbítero Ativo, Tempo Integral,(5), Titular
Bernadete Maria Estevam da Silva, Presbítera Ativa, Tempo Parcial, (5), Coadjutora

* Congregação Ano Bom
Flávio José Ferreira, Presbítero Ativo, Tempo Integral, (6), Coadjutor

BOA SORTE
Paulo Henrique Mendes Maurício, Presbítero, Tempo Integral, (4)

COLÔNIA
Dilmo Maurício da Silva Barbosa, Pastor Ativo, Tempo Parcial, (8)

JARDIM AMÉRICA
Tiago Pacheco Ferreira Santos,Aspirante ao Presbiterado,Tempo Integral, (2) Titular
Miriam Pacheco Loureiro Reis, Aspirante ao Presbiterado, Tempo Parcial, (2) Ajudante

ROSELÂNDIA
João Teixeira Filho, Presbítero Ativo, Tempo Parcial, (11)

SANTA MARIA II
Alexsandro Paes Figueira, Presbítero Ativo, Tempo Parcial, (6)

SÃO PEDRO
Ednaldo Breves, Presbítero Ativo, Tempo Parcial, (14)

SIDERLÂNDIA
Júlio César Pereira Alves, Aspirante ao Pastorado, Tempo Parcial, (6)

VILA NOVA (BARRA MANSA)
Edison Teixeira da Silva, Presbítero Ativo, Tempo Integral, (6)

VILA ORLANDÉLIA
Sandra Maria da Silva Barbosa, Presbítera Ativa, Tempo Parcial, (4)

VISTA ALEGRE
Wallace Silva de Souza, Aspirante ao Pastorado, Tempo Parcial, (6)

IGREJA MISSIONÁRIA EM GOIABAL
Miriam Barros Teixeira, Presbítera Ativa, Tempo Parcial, (8)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL EM JARDIM PRIMAVERA
José Camilo de Oliveira, Pastor Ativo, Tempo Parcial, (8)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL EM LÍDICE
Mariangela Carvalho Chaves, Aspirante ao Presbiterado, Tempo Parcial, (4)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL EM PITEIRAS
Dayse Regis de Medeiros, Presbítera Ativa, Tempo Parcial, (4)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL EM VILA MARIA
Sandra Aparecida Fidélis, Aspirante ao Presbiterado, Tempo Parcial, (5)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL EM VISTA BELA
Rodrigo Pereira da Silva, Aspirante ao Pastorado, Tempo Parcial, (4)

CAMPO MISSIONÁRIO DISTRITAL DE SÃO SILVESTRE
Rosangela Aparecida de Freitas Vieira, Aspirante ao Presbiterado, Tempo Parcial, (2)

Evangelista Regional, Itinerante
Nilton Maia, Pastor Ativo, Tempo Parcial, (2)

As nomeações acima, de Tempo Parcial, são sem ônus, o que não impede de a igreja aprovar uma ajuda de custo, despesas de viagens e expedientes pastorais.

Rio de Janeiro, 05 de dezembro de 2009
Bispo Paulo Tarso de Oliveira Lockmann

Paradoxo do Nosso Tempo - George Carlin

''Nós bebemos demais, gastamos sem critérios.
Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.
Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.
Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.
Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.
Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.
Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.
Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito;
escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.
Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.
Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.
Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, do ficar, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.
Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.
Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente deletar.
Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.
Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
Lembre-se de dizer 'eu te amo' à seu cônjuge e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito.
Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre''.

Não quero deixar para depois, pois pode cair no esquecimento, então prefiro me adiantar e enviar esta mensagem a todos que fazem parte de minha vida, pois aprendi que o tempo de Deus é o “hoje”.

Gostaria de agradecer a atenção me dada nestes meses, e me desculpar pelas minhas falhas e faltas, pois sou um ser humano e erro como qualquer outro.

Desejo a todos um FELIZ NATAL E UM PRÒSPERO ANO NOVO, repleto de desejos, sonhos e realizações. Com muita saúde e paz, e que DEUS nos abençoe.
Um abraço fraterno, bem apertado, um Feliz Natal e um 2010 incrível para todos os leitores deste Blog.
Pr. Ednaldo Breves

domingo, 13 de dezembro de 2009

NO DIA DA BÍBLIA, A IGREJA METODISTA EM SÃO PEDRO ENTREGA CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DE LEITURA DE TODA BÍBLIA DA CAMPANHA2008/2009















A Igreja Metodista em São Pedro, Barra Mansa, RJ, promoveu uma campanha entre seus membros em dezembro de 2008, desafiando-os a leitura de toda Bíblia até o dia da Bíblia de 2009.

O Pastor distribuiu a xérox do QUADRO DE LEITURA DA BÍBLIA, disponível no site http://www.sbb.org.br/imagens/biblia_interativa/leia_a_biblia.pdf, para todos os membros interessados.
Para a grata satisfação, 27 irmãos e irmãs concluíram a leitura da Bíblia e no culto especial comemorativo do Dia da Bíblia, estes leitores receberam o Certificado de Conclusão de Leitura da Bíblia das mãos do Pastor, Coordenador do Ministério de Ensino e Professores e Professoras da Escola Dominical.

No mesmo culto o Pastor lançou o movimento chamado “repescagem”, onde os que não concluíram a leitura da Bíblia poderão fazê-lo até maio de 2010, por ocasião do aniversário da Igreja.


A mensagem pregada pelo pastor fez uma analogia da Bíblia como uma Bússola para encontrarmos o nosso norte (rumo, destino).


PARTE DA MENSAGEM:


Certa vez um avião monomotor viu-se obrigado a fazer uma aterrissagem de emergência em plena selva amazônica.
Embora os dois tripulantes tivessem deixado a aeronave sem ferimentos graves, não puderam considerar-se a salvo.
Os aparelhos de navegação e o rádio haviam sido danificados e não traziam bússola para se guiarem naquela imensidão verde.
Depois de ficarem andando em círculos durante vários dias, morreram, foram vencidos pela fome e pele sede.

Se possuíssem uma pequena bússola haveriam alcançado uma cidadezinha que não distava muito dali.
A bússola é um instrumento muito antigo que permite ao homem orientar-se quando se desloca.
Não se sabe ao certo se foram os Árabes ou os Chineses que a divulgaram na Europa.
Uma bússola, conhecida pelos marinheiros como agulha, é um instrumento constituído por uma agulha (também conhecida como Dedo de Deus) com propriedades magnéticas que roda à “procura” do Norte sempre que a movimentamos.
Uma das extremidades dessa agulha é atraída para a direção Norte. Interessante é que a palavra norte passou a ter um significado que transcende “ponto cardeal que se opõe diretamente ao sul”.
Passou a significar “Rumo, Direção”.
O Salmo 119:105 nos faz pensar que a Bíblia é a Bússola que nos ajuda a encontrar, ou reeencontrar o nosso norte. (O NOSSO RUMO – A NOSSA DIREÇÃO).
POR MAIS QUE OS HOMENS NÃO SAIBAM, A NOSSA ALMA TEM FOME E SEDE DE DEUS.


E É A BÍBLIA – A NOSSA BÚSSOLA - QUE APONTA PARA O NOSSO VERDADEIRO NORTE, NOSSA VERDADEIRA DIREÇÃO, NOSSO VERDADEIRO RUMO, QUE É DEUS.
No final do culto foram entregues mais 200 quadros de leitura da Bíblia.

A expectativa é que todos os membros da Igreja possam ler toda bíblia, sendo leitores e praticantes da poderosa palavra de Deus.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

AUSÊNCIA!! QUANTO CUSTA?

Vou contar uma historia que achei interessante e que nos dias de hoje se encaixa muito bem, porque cada vez temos menos tempo, cada vez somos mais solicitados para as mais variadas situações que nos limitam e que por vezes chegam a controlar a nossa vida.

"Havia uma familia em que o pai, um homem trabalhador, passava grande parte do seu dia no trabalho, e quando chegava em casa, já estava tao cansado que quase não tinha tempo para conversar com sua esposa e com o seu filho, indo logo para cama.
Como queria proporcionar á sua familia uma vida melhor, trabalhava sem parar, dia após dia, sem folgas e como sempre, chegava a casa e ia dormir...

Um dia enquanto estava no sofá da sala quase a dormir, apareceu o filho e perguntou-lhe:

- Pai, quanto custa sua hora de trabalho?

O pai irritado com a pergunta e desconfiado que o filho ia pedir dinheiro, meio contrariado respondeu:

- Cinquenta reais, mas não tenho dinheiro hoje, porque está me perguntando?
- Nada não Pai. Na verdade, já arranjei quarenta reais, falta pouco para poder comprar 1 dia com o senhor.
O pai, sem palavras, e em lágrimas percebeu que o que faltava em sua familia não era dinheiro mas sim a sua presença.

Depois disto nunca trabalhou tanto como antes e possui muito mais hoje do que o dinheiro poderia comprar: o sorriso do seu filho e a alegria e companhia de sua esposa.

Espero que esta história seja útil para todos os pais!

sábado, 5 de dezembro de 2009

Bispo Paulo Lockmann faz nomeações pastorais para o biênio 2010-2011

Possivelmente tenha sido as noemações pastorais em que o Bispo menos fez alterou as nomeações dos pastores(as) de Igrejas
Em animado, abençoado e concorrido culto que aconteceu agora a pouco na Igreja Metodista do Catete, o Bispo pregou sobre a "Visitação do Senhor", a partir da história de João Batista, e em seguida leu as nomeações pastorais para o biênio 2010-2011.
Destaques:
1 - O Bispo não alterou nenhuma nomeação pastoral para o Distrito do Catete, alías, o único distrito em que todas as nomeações foram mantidas.
2 - O Pastor Marcos Gomes Torres saiu da Igreja Betel em Campo Grande e será pastor da Igreja de Cascadura, tendo como ajudantes Reinaldo Funasier e Rute Kato.
3 - Para a Igreja Betel de Campo Grande foi o Pastor Gilmar Hermenegildo e para Realendo, onde estava o Gilmar, foi o Pastor Isaías Adão. Para a Igreja de Irajá onde estáva o Isaías foi o Pastor José Magalhães, que foi sucedido na Ilha do Governador pela Pastora Ana Jarvis, que estava em Edson Passos e que foi substituída pela Pastora Gilsema Almeida Mattos.
4 - O Pastor José Ricardo de Almeida Sales veio para a Igreja de Praia Campista, com sua esposa Cláudia Boechat, sendo sucedido em Campos dos Goitacazes pelo Pastor Delson Goulart Lessa.
5 - O Pastor Marcelo Carneiro, além de continuar como diretor da Faculdade de Teologia no Bennett, será pastor-ajudante do Pastor Lúcio Santana, em Pilares.
6 - O Pastor Odilon foi transferido da Igreja de Carmo para Casemiro de Abreu. O casal de Pastores João Luiz e Cerlândia foram transferidos da Penha para Tribobó. E o Pastor Alair Zerbinato foi para Angra dos Reis. O Pastor Walkimar Gomes foi para Cantagalo, em Três Rios. E a Pastora Alessandra Ayrão foi para a Igreja de Fonte Carioca, no bairro da Venda Velha, em São João de Meriti.
As demais grandes igrejas não tiveram mudanças.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

VENDE-SE TUDO - Uma bela lição sobre o que é verdadeiramente importante

Martha Medeiros
No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos.
O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento.
Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:
- Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
- Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.
Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes.
O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.
Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse.
Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi.
Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante.
Eu convidava pra subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto.
Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.
Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.
No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê.
No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros..
Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.
]
Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.
Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.
Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que torna-se cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida...
Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile.
Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade.
As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio.
Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.
Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas:
Nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde...
Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza...
... só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir
É melhor refletir e começar a trabalhar o DESAPEGO JÁ !
Martha Medeiros

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

LIDERANÇA E CONQUISTAS


"Nenhum líder, por maior que seja, pode seguir liderando por muito tempo a não ser que conquiste vitórias."
(Bernard Montgomery)

terça-feira, 17 de novembro de 2009

RESULTADO DAS ELEIÇÕES NO 39º CONCÍLIO REGIONAL



Resultado do 3º Escrutínio ao Concílio Geral – Clérigos

Total de cédulas = 541
Votos válidos = 522
Votos nulos = 19
Votos branco = 0

1 Fátima da Cruz Valente
2 Carla Simone Ferreira Alves
3 Ananias Lúcio da Silva
4 Rubem Mandu
5 Joana D’Arc Meireles
6 José Magalhaes Furtado
7 Marcos Gomes Torres
8 Antonio Faleiro Sobrinho
9 Djalma Barbosa de Lima Filho
10 Marcelo da Silva Carneiro
11 Carlos Alberto Tavares Alves
12 Regison Marcos Coutinho Santos
13 Ronan Boechat de Amorim
14 Azoil Zerbinato
15 Bernadete Maria Estevam da Silva
16 Ruth Maria Kato
17 Bruno Roberto Pereira dos Santos
18 Anselmo Francisco do Amaral
19 Renilda Martins Garcias
20 Wander Xavier dos Santos
21 Ewander Ferreira de Macedo
22 Rogério da Silva Oliveira
23 Selma Antunes da Costa
24 Nelson Magalhães Furtado
25 Giselma de Souza Almeida Matos
26 Marco Antonio de Oliveira
27 Paulo Rangel dos S. Gonçalves
28 Elias Barbosa

Resultado do 3º Escrutíneo ao Concílio Geral - Leigos

Total de cédulas = 562
Votos válidos = 562
Votos nulos = 0
Votos em branco = 0

1 ANDERSON FREIRE -REALENGO
2 ROSEMARI PFAFFANZELLER -CATETE
3 DEISE LUCE DE SOUSA MARQUES -MÉIER
4 SUENIR ROCHA FURTADO -SÃO GONÇALO
5 JULIO CESAR FERNANDES -PILARES
6 WARLEY DA SILVA ROSA -TERESÓPOLIS
7 AMÉLIA FREIRE -REALENGO
8 MARIA JOSÉ PY -ITAOCARA
9 LIVINGSTONE DOS S. SILVA -B. DA TIJUCA
10 CELSO TEIXEIRA -DUQUE DE CAXIAS
11 ALTAIR PAZ COSTA -CIDADE DE DEUS
12 NEIVA BRUM T. GOMES TORRES -CAMPO GRANDE
13 GLÓRIA REGINA P. DOS SANTOS -VISTA ALEGRE
14 NORMA MORAS DEPES VIEIRA -NOVA IGUAÇU
15 MARIA HELENA DA CRUZ BONATTO - CABO FRIO
16 ADRIANA M.TARDELLI DOS SANTOS -J.CAIÇARA
17 JOSUÉ AUGUSTO DA SILVA -NITERÓI
18 CARMEM LUCIA FERREIRA -VILA ORLANDÉLIA
19 JOSELY MONTEIRO FILHO -VOLTA REDONDA
20 WILLIAM OLIVEIRA DE SOUZA -VILA ISABEL
21 MARCELA DA CONCEIÇÃO MACHADO -BRAGA
22 NUCLÉCIO DE LIMA SABIÁ -VIDIGAL
23 GUILHERME W. SALES DE REZENDE -ITAPERUNA
24 CLÁUDIA DE FARIAS BRAGA -JARDIM DAMASCO
25 MARIA DE FÁTIMA L.SILVA -VILA NOVA - BM
26 CARLOS ALBERTO DA SILVA -FAZENDA DA BICA
27 CARLOS ALBERTO AZEVEDO CHAVES -PÁDUA
28 DEIVSON SOUZA SOARES -J. CARIOCA - MACAÉ

Comissão de Justiça
  1. ANANIAS LÚCIO DA SILVA - BACHAREL
  2. MANOEL HORÁCIO DA SILVA - BACHAREL
  3. ALTAIR PAZ COSTA - BACHAREL
  4. HELIO OLIVEIRA
  5. ROGÉRIO DA SILVA OLIVEIRA
Comissão Ministerial Regional
  1. FÁTIMA DA CRUZ VALENTE
  2. RUBEM MANDU
  3. RUTH KATO
  4. PAULO CÉSAR BRAGA DE ABREU
  5. RENILDA MARTINS GARCIA

Comissão de Relações Ministeriais

  1. RENILDA MARTINS GARCIA
  2. BERNANDETE MARIA ESTEVAN
  3. EDSON MUDESTO
  4. JOÃO RAFAEL DOS SANTOS
  5. MÔNICA MENDES OLIVEIRA FRANÇA
COREAM - Leigos
  1. DEISE LUCE DE SOUZA MARQUES
  2. SUENIR FURTADO
  3. ANDERSON FREIRE
  4. DORCAS MICHELE DUTRA DOS SANTOS
COREAM - Clérigos
  1. FÁTIMA DA CRUZ VALENTE
  2. GISELMA SOUZA MATTOS
  3. GEISA NUNES DE OLIVEIRA

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

NÃO PASSARÁ ESTA GERAÇÃO

"Como entender Mc 13.30?"
Este texto afirma o seguinte: "Na ver­dade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam".
Trata-se da indestrutibilidade do povo is­raelita. A palavra geração vem do grego "genea", que significa raça, tipo de povo.

Uma promessa maravilhosamente cumpri­da até os nossos dias.

Aí está o povo israelita, atravessando os séculos e fazendo história, apesar dos mas­sacres e guerras de extermínio, que lhe têm movido muitos povos.
FONTE: A Bíblia Responde. - Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 1983.

A ORIGEM DOS CALENDÁRIOS


"Quando teve início a Era Cristã? E qual a origem dos calendários, mormente do nosso?"

"Era" é um acontecimento marcante, que serve de partida de um sistema cronológico. No que tange à Era Cristã, ela teve início no nascimento de Jesus Cristo. É comumente escrita em forma abreviada "AD"do latim "Anno Domini" que signifi­ca Ano do Senhor. Para as datas antes do nascimento de Jesus, usa-se a abreviatura "AC" que se refere às palavras Antes de Cristo. A contagem do tempo que vai de Adão a Cristo é feita no sentido regressivo, isto é, o cômputo de Cristo para Adão.
Noutras palavras, partindo de Adão para Cristo, os anos diminuem até chegar à Era Cristã, portanto de Cristo para Adão (o normal), os anos aumentam. É que Jesus é o centro de tudo, e também do marco divi­sório e central do tempo.

Quando Jesus nasceu, o Império Roma­no dominava o mundo. Os romanos datavam seus acontecimentos tomando por base o ano da fundação de Roma: o ano 753 antes de Cristo. Para os romanos, esse ano era o "1 AUC". As iniciais "AUC" são três palavras latinas "Anno Urbis Conditae" que significam: "O ano em que a cida­de foi fundada". A alusão é à cidade de Ro­ma. A era romana começa em 1 AUC.

A palavra calendário vem do latim "calenda" primeiro dia de cada mês entre os romanos. Seu uso é tão antigo quanto a própria humanidade. Ao que se sabe, os primeiros povos a usarem calendário foram os egípcios. Há calendários diversos.

O Calendário romano. Foi organizado por Rômulo, que, segundo a história, foi o primeiro rei de Roma, então cidade-reino. Reinou em 753-715 a.C. Esse calendário tinha dez meses de trinta dias. Numa Pompílio, o sucessor de Rômulo, reformou-o, acrescentando-lhe dois meses, passando o a-no então a ter 355 dias.

O Calendário Juliano. Júlio César refor­mou o Calendário romano em 46 a.C. atra­vés de seu astrônomo, Sosignes de Alexan­dria. A partir de então, esse calendário passou a chamar-se juliano. César come­teu um pequeno erro, ao considerar o ano solar como tendo 365 dias e 6 horas, quan­do ele tem 365 dias, 5 horas e 49 minutos. Esses minutos acumulados anualmente, somaram 10 dias em 1582, o que motivou o papa Gregório XII a reformar outra vez o calendário. Falaremos desse calendário mais adiante.

O Calendário de Dionísio. Em 526 d.C, o imperador romano do Oriente, Justiano I, decidiu organizar um calendário original partindo do ano do nascimento de Jesus. A tarefa foi entregue ao abade dominicano Dionysius Exigiuus, que fixou o ano 1 d.C, isto é, o ano 1 da Era Cristã.
Como mais tarde ficou comprovado, ele devia ter fixado o ano 1 d.C. cinco anos antes, isto é, em 749 AUC, e não 753. Seu erro foi um atraso de 5 anos na fixação do ano 1 da Era Cris­tã. Uma vez concluído, esse calendário passou a ser adotado em todo o mundo onde quer que o cristianismo se pregava.

Tempos depois, os doutos na matéria encontraram erros no calendário de Dionísio. Davis, citando o historiador judeu Flávio Josefo, mostra que Herodes mor­reu depois do nascimento de Jesus, logo o calendário de Dionísio está errado quan­do afirma que Jesus nasceu em 753 ÂUC. Se Herodes morreu em 750, então Jesus nasceu em 749 AUC, isto é, quatro a-nos antes do ano 1 da Era Cristã (?). No­temos que de 753 a 749 há quatro anos, e não cinco como parece à primeira vista, por causa dos meses que ultrapassaram de quatro anos. Conforme os estudos dos eru­ditos, arrendonda-se o número de anos para cinco, para facilidade de cálculo.

Eis aí a razão por que livros e publica­ções em geral afirmam que Jesus nasceu em "5 a.C", isto é, 5 anos antes da Era Cristã, o que é um contra-senso se não houver uma explicação. Como poderia Je­sus nascer 5 anos antes do seu nascimento? A explicação já demos acima. E, por qual razão perpetuou-se o erro em vez de corri­gi-lo? É que uma vez descoberto o erro (um atraso de cinco anos), sua correção no ca­lendário acarretaria problemas seríssimos nas atividades humanas. Portanto, as da­tas atuais estão atrasadas quase 5 anos.

O Calendário gregoriano. Em 1582 o papa Gregório XIII aconselhado pelo astrô­nomo Calabrês Líbio, alterou num ponto o calendário de Dionísio. Gregório tirou 10 dias do ano 1582 a fim de corrigir a diferen­ça de dias devido ao acúmulo de minutos a partir de 46 a.C. quando César reformulou o calendário. Por causa dessa pequena alteração o calendário atual é denominado gregoriano. A Grécia e a Turquia ainda observam o Calendário juliano, o qual está 13 dias adiante em relação ao nosso.

As datas exatas do nascimento e morte de Jesus não se sabe com precisão. O que se tem é apenas uma idéia aproximada. A primeira comemoração do Natal de Jesus em 25 de dezembro deu-se em 325, em Ro­ma, mediante o imperador Constantino. Até hoje a Igreja Ortodoxa observa o Natal em 6 de janeiro, e os armenianos em 19 de janeiro. A data não importa muito, e sim o propósito e o espírito da comemoração.

As divisões do tempo:

1. O dia. Entre os judeus, o dia ia de um pôr-do-sol a outro. Entre os romanos, ia de uma meia-noite a outra. As horas do dia e da noite eram computadas separadamente, isto é, doze e doze, isto entre os ro­manos: Jo 11.9; At 23.23. Entre os judeus, no entanto, a hora primeira do dia era às seis da manhã. O mesmo ocorria em rela­ção à noite.

2. A semana. Entre os hebreus, os dias da semana não tinham nomes e sim núme­ros, com exceção do 6? e 79 dias, que tam­bém tinham nomes: Lc 23.54. (Trad. Brás.)

3. Os meses. Eram lunares. A lua nova marcava o início de cada mês, sendo esse dia festivo e santificado: Nm 28.11-15; 1 Cr 23.31. Tinham 29 e 30 dias, alternadamente. Antes do exílio babilônico eram desig­nados por números. Depois disso, passa­ram a ter nomes e números.

4. Os anos. Tinham 12 meses de 29 e 30 dias. Os judeus observavam dois diferentes anos: o religioso, que começava em Abibe (mais ou menos o nosso abril), e o civil, que começava em Tisri (mais ou menos o nosso outubro).

5. Os séculos. Sua computação: Século I. Compreende os anos 1 a 100
d.C.

Século II. Compreende os anos 101 a 200 d.C.
Século III. Compreende os anos 201 a 300 d.C, e assim por diante.

FONTE:

A Bíblia Responde. - Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 1983.

sábado, 14 de novembro de 2009

BARALHO E JOGOS DE CARTAS

1. INTRODUÇÃO:
Quem conhece a origem das cartas de jogar, também compreende porque com as cartas se relacionam práticas diabólicas como adivinhação, esconjuração, etc.

2. ORIGEM DAS CARTAS:
As cartas foram criadas no ano de 1392 para uso pessoal do rei Carlos da França, quando este sofria de debilidade mental. O criador das cartas era um homem degenerado e mau, que escarnecia de Deus e seus mandamentos. Para sua criação maligna ele escolheu figuras bíblicas: o rei representa o diabo, a dama representa Maria, a mãe do Senhor Jesus. Assim, de modo blasfemo, fez de nosso Senhor um filho de Satanás e Maria. Copas e ases representam o sangue do Senhor, o valete (resisto escrevê-lo), o próprio Senhor. Paus e outros símbolos representam a perseguição e destruição de todos os santos. Seu desprezo pelos Dez Mandamentos foi expresso pelo número dez das suas cartas. Quem conhece esta origem diabólica do jogo de cartas, compreende também as conseqüências diabólicas. Não é de admirar que a adivinhação funciona tão bem com as cartas, pois são sinais diabólicos.”

3. ALGUNS MALES ADVINDO DO MANUSEIO DAS CARTAS:
Não é de se admirar que no jogo de cartas se pragueja tanto, e o nome do Santo é usado vão e blasfemado dizendo-se “orações” de maldição para alguém. Também tais terríveis desejos são ouvidos, pois a Escritura diz com clareza inconfundível: “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.” (Ex 20.7). Praguejar é um produto diabólico do jogo de cartas. Essa epidemia satânica contaminou milhões que não jogam cartas. E como pode ser diferente: “Então a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (Tg 1.15)? O mal continuamente tem que conceber mal, e da mesma maneira como se joga cartas irrefletidamente, sem pensa sobre as terríveis conseqüências, tão irrefletidamente e sem nenhuma razão também o elevado e santo nome do Senhor é tomado em vão. E então, quando chega o juízo de Deus, fica-se perplexo, e se exclama: “Por que isso teve que me acontecer? Pois eu esperei e rezei para que tudo fosse bem.” A resposta é dada em Jeremias 2.17: “Porventura não procuras isto para ti mesmo, deixando o Senhor teu Deus no tempo em que ele te guia pelo caminho?” O motivo, nesse caso o jogo de cartas, tem que ser eliminado.

Também o Dr. em teologia, Abraham Meister, adverte contra as cartas de jogar e a cartomancia. Ele diz, entre outros:

“Nenhum jogador de cartas lembra da realidade do diabo e dos demônios, que estão no fundo deste jogo.”

Sempre de novo nos são pedidas fontes de referência. Elas são demais para serem enumeradas; as diversas enciclopédias mesmo se contradizem. Mas com certeza os jogos de cartas já são citados no século 14 na Europa. Atribui-se sua invenção aos egípcios. Mais de 90% da população dos países civilizados são dominados pelo jogo de cartas, por exemplo: pife-pafe, bridge, canastra, truque, bacará, pôquer, sessenta e seis, etc.

Advertimos insistentemente cada filho de Deus: não te envolve com o jogo de cartas citados.

A história da ciência oculta está estreitamente ligada com a criação das cartas de jogar. Não há dúvidas que as cartas, em virtude da sua origem blasfema, são diabólicas. Significativamente, a “Neve Brockaus Enzyklopädie” (Nova Enciclopédia Brockhaus) diz, entre outros, sobre a cartomancia:

“Prática comum de óraculo, para conseguir desvendar o futuro através de cartas de jogar, com procedimentos muito variados. A prática é de natureza supersticiosa. Êxitos, relatos a respeito de cartomantes e ciganas, poderiam ter sua razão no fato de que, através do uso das cartas são estimuladas capacidades mediúnicas. O primeiro cartomante conhecido, Francesco Marcolini, ensinava sua ciência na publicação “Sorti” (Veneza 1540)”

4. CONCLUSÃO:

Portanto, é claro que se agora com a aproximação do anticristo o ocultismo cresce em muitos aspectos, igualmente o jogo de cartas em todas as suas formas exerce grande atração, não somente em pessoas do mundo, mas também em membros da Igreja de Jesus. Naquele, porém, que se dedica ao jogo de cartas, oferecem-se pretextos ao inimigo. Jogue-as fora e aceita tua libertação em nome de Jesus!

Digo-te com grande certeza: Se esse inimigo te prende, o faz ilegalmente, pois Jesus, o Filho do Deus Eterno, acabou com o seu poder, quando tirou os teus pecados na cruz de Gólgota!

5. BIBLIOGRAFIA:

Autor deste Estudo: Wim Malgo - Ministério: Aconselhamento Bíblico
Caixa Postal 1688 – CEP: 90.0001-970 – Porto Alegre - RS

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

IRMÃ ROSANA MARTINS GARCIA GAYER - EXEMPLO DE FÉ


No último dia 26 de outubro de 2009, às 21:15 hs, Deus tomou para si a nossa amada irmã Rosana Martins Garcia Gauer, 47 anos.


Fica a saudade da filha, irmã, esposa, mãe, amiga, serva fiel, trabalhadora na obra de Deus, com uma história de excelente administradora e tesoureira da Igreja Metodista, além de componente do Ministério de Louvor.


Uma marca positiva na vida da Igreja Metodista em São Pedro e uma benção no meu ministério Pastoral.

Durante todo seu tratamento, a presença amiga da amada irmã Cidinha, dentre outros.

A presença pastoral e amiga do Rev. Carlos Eduardo e família teve uma grande importância na vida da família da nossa amada irmã Rosana e família.
Um culto singelo, porém marcado pela emoção, depoimentos, cânticos de hinos pedidos pela prória irmã Rosana antes de partir, com uma presença de inúmeras pessoas de diversas Igrejas, diversos Pastores, acima de tudo com a presença marcante do Deus todo poderoso, foi realizado às 11:30 Hs, do dia 27 de outubro, na Igreja Metodista em São Pedro.

Em seguida o corpo da amada irmã foi sepultado no Cemitério Parque São Francisco.

Fica aqui a nossa gratidão a Deus por esta vida abençoada e a nossa oração para que Deus dê o seu consolo para o amado irmão Renato, (esposo), Luciana (filha), Irmã Francisca (Mãe), bem como para todos os demais familiares.

Tânia, Nívia e Rosana

SEGUE O POEMA LIDO PELO PASTOR EDNALDO BREVES POR OCASIÃO DO CULTO FÚNEBRE:


O QUE O CÂNCER NÃO PODE FAZER


O câncer é tão limitado...
Não pode inutilizar o amor.
Nao pode obscurecer a esperança,
Não pode corroer a fé,
Não pode consumir a paz,
Não pode destruir a esperança,
Não pode matar a amizade,
Não pode apagar as lembranças,
Não pode silenciar a coragem,
Não pode invadir a alma,
Não pode reduzir a vida eterna,
Não pode apagar o Espírito,
Não pode diminuir o poder da ressurreição.

(Extraído do livro Nosso Pão Diário - Edição Especial - 2001)

domingo, 25 de outubro de 2009

O VALOR DE UM ABRAÇO


Aproxime-se mais..

Tente sentir do que um abraço é capaz.
Quando bem apertado, ele ampara tristezas, combate incertezas, sustenta lágrimas, põe a nostalgia de lado.
É até capaz de diminuir o medo.
Se for cheio de ternura, ele guarda segredos, e jura cumplicidade.
Um abraço amigo de verdade divide alegrias e fica feliz em comemorar, o que quer que seja..
Abraços são pequenas orações de fé, de força e energia.
Olhe para o lado:
Há sempre alguém que quer ser abraçado e não tem coragem de dizer.
Abrace-o.
O pior que pode acontecer, é ganhar de volta um sorriso de carinho, ou quem sabe, uma palavra sincera.
Você vai descobrir que ninguém está sozinho e que a vida, poder ser um eterno céu de primavera.
Aproxime-se mais e tente sentir do que um abraço é capaz.
O abraço é milagroso.

É medicina realmente muito forte.

O abraço como sinal de afetividade, de carinho e de perdão pode nos ajudar a viver mais tempo, proteger-nos contra doenças e fortificar os laços familiares.

O abraço é excelente tônico!
Hoje sabemos que a pessoa deprimida é bem mais suscetível a doenças.

O abraço diminui a depressão e revigora o sistema imunológico da pessoa.

O abraço injeta nova vida nos corpos cansados e fatigados e a pessoa abraçada se sente muito jovem e vibrante.

O abraço aumenta significativamente a hemoglobina na pessoa tocada.
Para lembrar, hemoglobina é aquela parte do sangue que transportam oxigênio para os órgãos mais vitais do nosso corpo, inclusive o cérebro e o coração.

O uso regular do abraço, por isso tudo prolonga a vida, sara a depressão e estimula a vontade de viver, crescer e progredir.

Sabe quantos abraços você precisa dar por dia?

8... para manter-se vivo.

E o mais bonito, é que este remédio não tem contra indicações e não há maneira de dá-lo sem recebê-lo de volta.

Por isso ABRACE!
  • Abrace seu(a) esposo(a);
  • Abrace seus filhos;
  • Abrace seus pais;
  • Abrace seus irmãos;
  • Abrace seus amigos;
  • Abrace seus irmãos e irmãs da Igreja;
Além do abraço, diga-lhes que Eles são muito importante para você e para Deus!
Diga-lhes que Jesus os ama!!!
Que Deus te abençoe e faça de você um(a) abençoador(a).

Pr. Ednaldo Breves

domingo, 20 de setembro de 2009

PROIBIDA A REALIZAÇÃO DE CULTOS RELIGIOSOS NOS TRENS URBANOS DO RIO DE JANEIRO

A juíza Viviane do Amaral, da 8ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou, em liminar concedida ao Ministério Público, que a SuperVia ponha, nos vagões, avisos sobre a proibição de cultos religiosos.
O objetivo da ação movida pelo MP é conter a ação de pregadores evangélicos.

Segundo o processo, os pregadores usam microfones e instrumentos musicais, o que perturbaria a tranquilidade dos passageiros. “Além de obrigá-los, indiscriminadamente, a se submeter a doutrinas religiosas”, acrescenta a ação.
De acordo com a decisão da Justiça, os comunicados deverão ser colocados nas bilheterias de todas as estações, bem como dentro dos vagões dos trens.
A empresa tem até o próximo dia 5 de outubro para cumprir a decisão. Em caso de descumprimento, a concessionária estará sujeita a multa diária de R$ 1 mil.
O processo judicial entre o MP e a SuperVia sobre a proibição de manifestações religiosas corria na Justiça há mais de um ano.
A determinação foi publicada no Diário Oficial.

Supervia informou que cumprirá decisão

A Supervia informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que até o próximo dia 5 de outubro todas as bilheterias estarão com os avisos e os funcionários serão orientados.

Segundo informações do processo que corre na 12ª Câmara Cível do tribunal, a SuperVia pode ser obrigada a recolher os aparelhos musicais e microfones dos religiosos e mantê-los na cabine do trem pelos funcionários da concessionária até o fim da viagem. Os agentes serão orientados a acionar a polícia, caso o pregador desacate a ordem da Justiça.
ENQUANTO ISSO... EM SÃO PAULO...

Ônibus de SP começam a transmitir programação da TV Globo

Usuários poderão ver capítulos das novelas em telas de LCD.
Em breve, veículos poderão passar a programação ao vivo.
Alguns ônibus de linhas que circulam por São Paulo passam a transmitir nesta segunda-feira (17) a programação da Rede Globo em suas televisões.
Serão transmitidos capítulos das novelas e do programa “Malhação”, além de conteúdo jornalístico.

Por volta das 7h desta segunda, era possível acompanhar um capítulo da novela “Caminho das Índias” em um dos ônibus.
Os veículos são equipados com monitores de LCD de 24 polegadas. Por enquanto, vão ser exibidos os capítulos das três novelas que estão no ar – além de “Caminho das Índias”, “Caras e Bocas” e “Paraíso” – de “Malhação” e conteúdo jornalístico.
Como o barulho do ambiente pode prejudicar a compreensão, todos os programas são legendados.
Em breve, alguns ônibus vão transmitir a programação ao vivo, em tempo real.

FALECIMENTO DO PR. NILSON DO AMARAL FANINI


Faleceu, no dia 19 de setembro de 2009, em Dallas (EUA), o pastor Nilson do Amara Fanini. Ele tinha 77 anos de idade, tendo nascido em 18 de março 1932.

O pastor Nilson do Amaral Fanini, foi o único brasileiro até hoje a assumir o cargo de presidente da Aliança Batista Mundial.

O Pr. Nilson do Amaral Fanini formou-se no Seminário do Sul do Brasil e foi consagrado ao santo ministério da Palavra, na Igreja Batista da Tijuca, Rio de Janeiro, pastoreada pelo Pr. Oswaldo Ronis, a 24 de novembro de 1955. Sempre dinâmico, foi pastor itinerante no norte do estado do Paraná. Viajou para os Estados Unidos, recém-casado com Helga Kepler Fanini, para fazer o mestrado no Southwestern Baptist Theological Seminary, em Fort Worth, Texas.

Na Primeira Igreja Batista de Vitória, em pouco tempo, duplicpu o número de membros da igreja e construíu um dos templos batistas mais bonitos do Brasil.

Na Primeira Igreja Batista de Niterói, teve um ministério de 41 anos e incontáveis bênçãos.

Por fim estava na Igreja Batista Memorial em Niterói, que conta atualmente com 501 membros.

Em São Luiz, onde foi realizada, em janeiro passado, a 88ª Assembléia da CBB, ele e Dona Helga puderam dimensionar até onde chega o programa de TV Reencontro, que apresentam há 32 anos. Foram inúmeros os irmãos de cidades longínquas que comentaram o programa, atualmente apresentado para um público semanal de 50 milhões (TV Brasil, sábados, às 7:30h, incluindo emissoras a cabo e parabólicas).

No ano de 2007, o pastor realizou 20 cruzadas.

No ínício de 2008, foram duas outras nos Estados Unidos, na Igreja Batista Getsemani, em Fort Worth, Texas.

No Texas, também assumiu o Evangelismo Internacional da Reach Communications.

A agenda do pregador contava com compromissos até 2010.


Fanini é um nome inesquecível. Muitos, sejam evangélicos ou não, já ouviram falar dele, sempre cercado de bons feitos. Afinal, Nilson do Amaral Fanini foi um dos maiores evangelistas mundiais do século 20 - juntamente com Billy Graham - liderança máxima na denominação batista, respeitado por todo meio evangélico. Sua ficha de contribuição é imensa e ele será lembrado interminavelmente.

No dia 19 de setembro, às 4.45, em Forth, Texas (EUA) - 6.45 no horário de Brasília - pastor Fanini morreu aos 77 anos. O corpo se vai, o nome jamais. Muito menos a contribuição deixada por um homem de Deus que deu a vida pelo Evangelho. Mesmo muito frágil, continuava pregando, trabalhando a frente da Igreja Batista Memorial de Niterói (RJ). Subia ao local do púlpito com dificuldade, mas prosseguia no pastorado. Atualmente, expressava seu inigualável sermão diante da pequena igreja que amava, fundada por ele há quatro anos, depois de passar por tantas tormentas que o desgastaram. Foi caluniado e humilhado por muitos que ostentam "sorrisos de hiena". Pastor Fanini os perdoou. Superou e recomeçou seu ministério.

Estava em Dallas para conhecer a netinha recém-nascida, filha de Margareth, caçula do casal Nilson e Helga Fanini. No domingo, dia 13, sentiu-se mal, teve febre e foi internado. Com a saúde já enfraquecida, contraiu um forte vírus, teve complicações e derrame em vários locais. Esteve em coma desde terça-feira passada. Nessa situação delicada, a junta médica disse que o quadro era irreversível.

O mais significativo nessa fase é que pastor Fanini tinha tal intimidade com Deus que estava preparando-se para "encerrar a carreira". Como se recebesse a mensagem do mestre: "Organiza tudo porque vou te chamar!" E assim, antes mesmo de viajar, escreveu cartas, deixou registros, planejou tudo. Ao pastor Oseas Silva, co-pastor de sua igreja, deu a ordem do culto do seu próprio funeral e pediu que cartas específicas fossem entregues. Estava sob o controle de Deus.

E Deus foi bom demais porque permitiu que pastor Fanini morresse perto de toda sua família, junto dos três filhos, genros, noras e netos, que moram no Texas. Sua esposa pôde receber apoio da própria família. Se o casal estivesse no Brasil, a dor seria diferente. Deus fez seu coração continuar batendo, para surpresa dos médicos, por cerca de 36 horas após morte cerebral, a fim de que todos familiares estivessem ao redor de sua cama. Era um coração forte de amor pelas pessoas e ovelhas que amava. Mas parou de bater hoje cedo pela manhã.

E agora há uma grande festa no céu. Uma comemoração na chegada de um servo bom e fiel, amado e que guardou a fé. Lá deve estar cantando seu hino preferido: "Quando Cristo sua trombeta lá do céu mandar tocar". Um dos mais conhecidos e respeitados líderes evangélicos do país deixa saudades. Permanece, no entanto, vivo na história do Cristianismo contemporâneo e na vida dos que bem influenciou.

PREPARATIVOS FINAIS

Durante a semana de 21 a 26 de setembro, pastor Fanini recebe homenagens do povo americano em Fort Word, no seminário em que completou seu Mestrado e Doutorado. Na semana seguinte, será homenageado em Niterói (RJ), com um culto em sua Igreja Batista Memorial a ainda na Câmara Municipal da cidade, onde uma cerimônia obedecerá o protocolo oficial para recebimento de autoridades constituídas. As despedidas também serão feitas com seu trajeto em carro aberto do Corpo de Bombeiros de Niterói, passando em frente da igreja onde pastoreou por mais de 40 anos, Primeira Igreja Batista em Niterói, e da sua igreja atual.

BOAS MARCAS

A história de Nilson Fanini é cheia de realizações marcantes. Ajudou a construir vidas, projetos, obras. Paranaense, iniciou seu ministério pastoral nos anos 50. Foi pioneiro no evangelismo em TV no Brasil com a criação do programa Reencontro, que manteve no ar por três décadas. Era um homem de mídia, elaborando programas de rádio e TV. Publicou cinco livros e produziu milhares de mensagens, estudos bíblicos e trabalhos de cunho teológico. Também foi desbravador na área de ação social quando fundou e presidiu há mais de 30 anos o Reencontro, entidade que presta atendimento médico, educacional e social aos carentes. Na área de educação teológica, construiu o Seminário Teológico Batista de Niterói. Galgou cargos importantes na denominação, como a presidência da Convenção Batista Brasileira (CBB) até chegar a ser por três anos, na década de 90, Presidente da Aliança Batista Mundial, que congrega mais de 100 milhões de fiéis em todo o planeta.

Durante 41 anos, liderou a Primeira Igreja Batista de Niterói (RJ). Ali deixou marcas benéficas, moldou o caráter de ovelhas, fez a igreja se destacar como grande celeiro de produções bem sucedidas. Realizou cruzadas em 109 países, celebrou cerca de 11 mil batismos. Rendeu muitos frutos como evangelista, como líder e como pastor.

Que Deus esteja abençoando e confortando a vida de todos os familiares e membros de sua Igreja.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A IGREJA X GRIPE SUÍNA



A IGREJA VERSUS GRIPE SUINA

Longe da pretensão de fazer uma abordagem científica sobre o vírus H1N1, Influenza A, (Gripe suína) que, segundo alguns estudiosos, é uma reedição da Gripe Espanhola que, em 1918 dizimou cerca de 50 milhões de vidas (Osterholm MT. “Preparing for the next pandemic” N Eng J Med 2005; 352 (18): 1839-42), penso que todos os habitantes do planeta precisam mergulhar de cabeça na prevenção que, segundo especialistas, é a única arma eficaz.


Em se tratando das Igrejas, vale ressaltar que algumas atitudes responsáveis devem ser tomadas para que, em nome de uma fé irresponsável, os membros de nossas igrejas não sejam penalizados por este mal. Manter a ventilação do ambiente, disponibilização de álcool gel nas entradas dos salões de cultos, em alguns casos uma mudança na distribuição da ceia, usando copinhos descartáveis e pães previamente partidos entregue um a um na mão do membro, etc...


É importantíssimo que nós, lideres de comunidades de fé, não fujamos de cumprir a nossa parte nesta importante tarefa.


No entanto, não podemos deixar que o pânico tome conta de nossas vidas. Ao perceber que, mesmo sem a determinação legal de fechamento temporário de templos, muitas pessoas estão deixando de comparecer a Igreja, de se cumprimentarem, de se abraçarem, olhando pelo prisma espiritual, vejo que este vírus veio do inferno com a tríplice missão de adoecer o corpo, a alma e o espírito.


Cristianismo é a religião da comunhão, do abraço, do toque de mão. Ao deixar de ter comunhão, de abraçar, de tocar, os cristãos podem até não contrair a gripe suína, mas contrairão a gripe espiritual, fruto de um resfriado, ou seja, de um esfriamento espiritual, motivado pela ausência da comunidade de fé, do abraço e do toque.





Faço coro com a orientação do Bispo João Carlos Lopes que afirma: ‘Durante os cultos não se esqueçam de levantar um clamor ao Nosso Senhor com relação a este momento de instabilidade que vivemos, e para que nossos membros não entrem em pânico, e que reforcem a importância de termos grupos de discipulado na casas.”


Penso que nós, povo de Deus, desconhecemos o poder e a autoridade espiritual que recebemos Dele.


“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” (2 Crônicas 7:15)


“Disse Abraão: Não se ire o Senhor, se lhe falo novamente mais esta vez: Se, porventura, houver em Sodoma e Gomorra dez justos pouparás o lugar? Respondeu o Senhor: Não a destruirei, por amor dos dez.” (Gênesis 18:32)


Creio que agora seria à hora de levantarmos clamor específico em nossos cultos, realização de vigílias e jejum coletivo para que este mal seja banido de vez por toda do nosso meio.


Sem deixar de fazer sua parte e respeitar as orientações governamentais, a Igreja de Jesus Cristo na face da terra não pode ficar refém de um vírus que veio para desestabilizá-la.


É tempo de tomarmos atitude!


Nós podemos fazer diferença neste tempo!

É tempo da Igreja de Deus demonstrar o poder do Deus que servimos e pregamos.

“Jesus Cristo ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre.” (Hebreus 13:8)

Pr. Ednaldo Breves
Pastor da Igreja Metodista em São Pedro – Barra Mansa – RJ
Email: pastorednaldo@uol.com.br

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

IRMÃ CELINA - 80 ANOS DE VIDA NA PRESENÇA DE DEUS!!!



Longevidade é uma das muitas bênçãos que Deus oferece para seus(uas) filhos(as). Hoje é um dia muito especial. É o aniversário da amada irmã Dorcelina Costa de Souza, ou simplesmente, irmã Celina. E ela merece os parabéns. Pela maneira como passou os seus dias, pela forma gentil com que atende sempre a todos, pela disposição em não poupar esforços para ajudar os familiares, os amigos e irmãos na fé. Merece parabéns pela pessoa que é. Se cada um tem que fazer a sua parte para formar um mundo melhor, fique com a consciência tranqüila, porque a irmã certamente é uma das que fazem, e com muita competência. Pois a irmã foi e é uma pessoa que fica feliz com o sucesso e a felicidade dos amigos e principalmente dos familiares e irmãos em Cristo. Obrigado pela maneira com que a irmã demonstra o quanto ama e se importa conosco. Nós temos orgulho de tê-la em nossa Igreja. Tivemos o privilégio de recebê-la a comunhão da Igreja em 09 de maio de 1999 e desde então temos sido abençoados pela vida, louvor e palavra sempre ungida, sincera e carregada de muita verdade e emoção. Sua vida e presença em nosso meio nos traz muita alegria. É uma figura! É uma mãezona! Sou, particularmente, muito feliz por ter uma ovelha que é uma segunda mãe. Irmã Celina, os nosso anos não se contam pelos frutos que colhemos, mas pelo terreno que preparamos e as sementes que lançamos. Não pela quantidade dos que nos amam, mas pela nossa capacidade de amar a todos indistintamente. Não pelos aniversários que fazemos, mas por tudo aquilo que fizemos durante os anos vividos. Não pelas vezes que celebramos o nosso aniversário, mas pelas vezes que o nosso aniversário se tornou uma celebração de vida. Irmã Celina, continue sendo esta pessoa feliz e fazendo felizes todos os que estiverem ao redor da irmã, pois não há dádiva maior nesta vida que ser um instrumento de Deus, semeando o seu grande amor, marcando positivamente a nossa geração. Neste dia, que a irmã possa dizer: Estou combatendo o bom combate, continuo a minha carreira, prossigo guardando a minha fé.

FELIZ ANIVERSÁRIO

Com carinho

Do Pastor Ednaldo Breves & Família

Perceba o que de bom está acontecendo à sua volta...

Um leão encontrou um grupo de gatos conversando...

- "Vou devorá-los", pensou.

Mas começou a sentir-se estranhamente calmo. E resolveu sentar-se com eles, para prestar atenção no que diziam:

- Meu bom Deus - disse um dos gatos, sem notar a presença do leão. Oramos a tarde inteira! Pedimos que chovesse ratos do céu!

- E, até agora, nada aconteceu! - disse outro. - Será que o Senhor não existe?

O céu permaneceu mudo. E os gatos perderam a fé.

O leão levantou-se, e seguiu seu caminho, pensando:
"veja como são as coisas. Eu ia matar estes animais, mas Deus me impediu. Mesmo assim, eles pararam de acreditar nas graças Divinas: estavam tão preocupados com o que estava faltando, que nem repararam na proteção que receberam".

"Lamentar aquilo que não temos é desperdiçar aquilo que já possuímos".

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

MUITO INTERESSANTE: "A REUNIÃO DE SATANÁS"

Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios. Em seu discurso de abertura, ele disse: "Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja" "Não podemos impedi-los de ler as suas Bíblias e conhecerem a verdade" "Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com o seu Salvador“.
E, uma vez que eles ganham essa conexão com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.

"Então vamos deixá-los ir para suas igrejas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que nelas organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo". "O que quero que vocês façam é o seguinte", disse o diabo: "Distraia-os a ponto de que não consigam aproximar-se do seu Salvador"
Como vamos fazer isto? Gritaram os seus demônios.
Respondeu-lhes:
  • "Mantenham-nos ocupados nas coisas não essenciais da vida, e inventem inumeráveis assuntos e situações que ocupem as suas mentes"
  • "Tentem-nos a gastarem, gastarem, gastarem, e tomar emprestado, tomar emprestado"
  • "Persuadam as suas esposas a irem trabalhar durante longas horas, e os maridos a trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios."
  • "Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos"
  • "À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho".
  • "Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave e tranqüila que orienta seus espíritos".
  • "Encham as mesinhas de centro de todos os lugares com revistas e jornais".
  • "Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia".
  • "Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos".
  • "Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos gratuitos, serviços, e falsas esperanças".
  • "Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que seus maridos acreditem que a beleza externa é o que é importante, e eles se tornarão mal satisfeitos com suas próprias esposas".
  • "Mantenham as esposas demasiadamente cansadas para amarem seus maridos à noite, e dê-lhes dor de cabeça também. Se elas não dão a seus maridos o amor que eles necessitam, eles então começam a procurá-lo em outro lugar e isto, sem dúvida, fragmentará as suas famílias rapidamente."
  • "Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos, o significado real do Natal."
  • "Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não falem sobre a ressurreição de Jesus, e o Seu poder sobre o pecado e a morte."
  • "Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!".
  • "Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus. Ao invés disso, mande-os para Parques de Diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro, concertos e ao cinema. Mantenha-os ocupados, ocupados."
  • "E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, para que, ao saírem, o façam com as consciências pesadas".
  • "Encham as vidas de todos eles com tantas causas nobres e importantes a serem defendidas que não tenham nenhum tempo para buscarem o poder de Jesus".
  • "Muito em breve, eles estarão buscando em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem, sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa."
  • "Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!"

Os demônios ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados, e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para suas famílias.
Não tendo nenhum tempo para contar à outros sobre o poder de Jesus para transformar vidas.

Creio que a pergunta é:

  • Alguma semelhança entre as maquinações do diabo e o estilo de vida que temos hoje?
  • Teve o diabo sucesso nas suas maquinações?
  • Por favor, seja um instrumento de Deus, medite e ajude outras pessoas a saírem deste estilo de vida!

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

MOMENTO DE REFLEXÃO: SERÁ QUE O PÚLPITO É LUGAR PARA MULHER?

Após participar de vários debates sobre a autenticidade e biblicidade do ministério feminino, em especial no que tange à ascensão da mulher ao ministério pastoral, resolvi escrever sobre o assunto. Ainda que eu entenda que, no atual momento histórico da Igreja, este tipo de discussão não devesse mais ser alvo de nossa atenção, lamentavelmente, ainda encontramos, entre os setores evangélicos mais conservadores, uma enorme dificuldade na aceitação do ministério pastoral feminino. Devido a isso, sinto-me impulsionado a escrever sobre o assunto.
Deus comissionou tanto o homem quanto a mulher.

Ao lermos o relato do livro de Gênesis, percebemos que Deus não somente comissionou o homem. Está claro no texto que Deus delegou tanto ao homem quanto à mulher, ambos criados a sua imagem e semelhança (cf. 1.27), uma missão. Disse-lhes Deus: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.” (1.27).

Isso significa afirmar que tanto a mulher quanto o homem estão em igualdade de direito e honra diante de Deus. São filhos queridos do grande criador de toda a terra. Ele, que tem o domínio pleno, foi quem estabeleceu que tanto a mulher quanto o homem exercessem domínio sobre a terra. Um domínio que não fosse tirano ou subjugador das espécies que habitavam sobre a face da terra. Ao contrário, somos chamados para exercer uma missão de protetores, de cuidadores da obra de Deus.

Se ambos têm a imagem e semelhança de Deus, e são por Ele comissionados, ambos estão aptos para servirem a Deus com integridade e totalidade.

O ministério pastoral é para aqueles/as que são chamados/as por Deus.

A ideia errônea de que Deus separou o ministério pastoral somente para o homem parte de uma concepção equivocada sobre o papel e o valor da mulher perante Deus. Essa concepção parte do princípio de que a mulher, por ser auxiliadora do homem (cf. Gn 2.18), não tem direito ou condições de ministrar como pastora diante de Deus. Essa é uma postura pequena acerca da obra divina, uma postura que não consegue perceber em Deus um ser que ultrapassa nossos perecíveis conceitos e paradigmas controversos.

Deus não está sujeito às minhas convenções. Ele é quem é o Senhor de toda a natureza, toda a terra e universo. Ele tem poder para estabelecer e derrubar reinos. Ele tem poder para conceder autoridade tanto às mulheres quanto aos homens.

O ministério pastoral é concedido pelo Espírito Santo, àqueles/as que Ele mesmo separou. Então, devo entender o ministério pastoral como um dom que é concedido pelo Espírito Santo que, segundo o apóstolo Paulo, concede dons àqueles/as a quem Ele quer. Ele, o Espírito Santo, é livre e soberano sobre a Igreja.

O ministério pastoral é um dom concedido pelo Espírito Santo.

O texto de 1Cor 12.1-11 nos ensina que “há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo”. Afirma, também, que “Deus é quem opera tudo em todo”.Se entendermos o ministério pastoral como um dom, um serviço concedido pelo Espírito Santo à Igreja, percebemos que Deus, segundo o seu Espírito, pode concedê-lo tanto aos homens quanto às mulheres. Pois, segundo o mesmo texto relatado acima, “a manifestação do Espírito é concedida a cada um, visando a um fim, um proveito”. O texto ainda afirma que: “mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um individualmente”.

Precisamos estar atentos ao texto do apóstolo Paulo, escrito aos romanos, quando ele nos ensina que fazemos parte de um só corpo, e somos um mesmo corpo em Cristo Jesus (cf. Rm 12.4-5).

Vejamos o texto na íntegra:
“Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Porque assim como, num só corpo, temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim, também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo, e membros uns dos outros, tendo, porém, diferentes dons, segundo a graça que nos foi dada: se profecia, seja segundo a proporção da fé; se ministérios (aqui se incluem todos os serviços prestados na obra de Deus, inclusive o ministério pastoral), dediquemo-nos ao ministério; ou o que ensina [...]; o que preside, com diligência; quem exerce misericórdia, com alegria.” (Rm 12.3-8).

Aprendemos que os dons são concedidos pelo Espírito Santo à Igreja, levando-se em consideração a soberana vontade de Deus e as necessidades do corpo de Cristo. Ora, os dons não são concedidos, levando em consideração o gênero masculino ou feminino, mas, sim, a vontade de Deus e as necessidades da Igreja. Sendo assim, não há nenhum impedimento que uma mulher receba o dom do ministério pastoral, dom de serviço, dom de presidência.

Se acreditarmos que há impedimento por parte de Deus em conceder alguns dons aos homens e outros distintos às mulheres, ou que somente concede dons para homens ou para mulheres, estaríamos afirmando, indiretamente, que Deus faz acepção de pessoas, fato que não é verdadeiro. Deus concede dons à sua Igreja, para sua honra e glória.

A crítica da ausência do substantivo feminino do texto original.

Os opositores do ministério pastoral feminino usam, dentre outros, o argumento de que nos textos do Novo Testamento, em nenhum momento, é usado o substantivo feminino em relação ao ministério pastoral. E, devido a isso, os mesmos afirmam que não há base bíblica para o ministério pastoral feminino na Igreja.
Ora, todos sabemos que a língua grega, língua usada na elaboração dos textos paulinos e outros, assim como a língua portuguesa, são línguas que dão preferência ao uso do gênero masculino. Sendo assim, raramente encontraríamos nos textos o uso da expressão pastora em detrimento da expressão pastor; a expressão mestra em detrimento de mestre; ou diaconisa como preferência ao uso da expressão diácono.

Porém, a ausência de expressões do gênero feminino para designar pastoras ou profetisas nas cartas de Paulo não pode ser visto como um impedimento para que a Igreja atual, que vive em uma outra circunstância histórica, onde a mulher, sua importância, capacidade e vocação são destacadas, não consagre pastoras ou episcopisas. Entendo que Deus não faz distinção de gênero.
Ele não fez uma aliança somente com os homens (varões), mas com todas as pessoas que vieram até Ele por intermédio de Jesus Cristo. Os opositores do ministério feminino deveriam usar o mesmo critério para negar a possibilidade de ascensão das mulheres no exercício de outras funções na Igreja, visto que também não encontramos no Novo Testamento termos como: professora de Escola de Dominical, Diaconisa, Profetisa (não encontrados nas cartas pastorais), cantoras, mulheres dirigentes de corais, de congregações, missionárias mulheres evangelistas, etc.
Vale destacar que, na época em que os textos bíblicos foram escritos, não se tinha noção de linguagem inclusiva ou de uma linguagem de cunho não sexista.
A oposição ao ministério pastoral feminino é mais percebida entre os pentecostais clássicos e evangélicos tradicionalistas. Por que estes grupos não se opõem ao fato de que mulheres são batizadas com o Espírito Santo, em suas reuniões (falo dos grupos pentecostais), visto que também a Bíblia não relata nenhum episódio dessa natureza relacionado diretamente ao sexo feminino? Por que não se opor ao fato das mulheres terem o dom de variedade de línguas, visto que também o texto bíblico quando fala deste importante dom e outros (cf. 1 Co 12.8-11) usa uma expressão que está no masculino e não no feminino? Ex: a outro, no mesmo Espírito, dons de curas [...] a um, variedade de línguas, etc.

Repito, o fato de não encontrarmos a expressão pastora no texto bíblico do Novo Testamento não consiste num impedimento para a consagração de mulheres ao ministério pastoral. Se Deus as chamou e as capacitou, quem somos nós para nos opormos à vontade soberana de Deus, visto que não há nenhum texto bíblico que proíba a consagração de mulheres ao ministério pastoralUm outro fator que deve ser levado em conta, quando lemos os textos bíblicos, está relacionado com o momento histórico em que Igreja do primeiro século estava inserida, momento que difere grandemente do nosso. Hoje, as mulheres estão cada vez mais ocupando seus espaços junto à sociedade. Por que isto não ocorreria na Igreja?

Logo, não há nenhuma base bíblica para negar a autenticidade do ministério pastoral feminino. Como já afirmei acima, o Espírito Santo concede dons às pessoas como lhe apraz.!A Igreja é chamada para romper com as tradições que tanto impediram os fariseus e saduceus de entender a revelação de Deus através de Cristo. Deus chama homens e mulheres para o seu serviço na seara santa, sem distinção de cor, sexo, ou nacionalidade.

A Bíblia destaca várias mulheres que foram usadas poderosamente por Deus.

Ao lermos a Bíblia, percebemos inúmeros textos que relatam o importante trabalho desempenhado por mulheres em vários momentos históricos experimentados tanto por Israel quanto pela Igreja do Senhor. Várias mulheres desenvolveram o pastoreio tanto em Israel quanto na Igreja. Mulheres que aconselhavam, que visitavam, que oravam, que cuidavam dos crentes, que presidiam igrejas em suas casas, etc. Pastorear é cuidar, zelar, visitar, discipular, acompanhar, é ministrar os sacramentos, é batizar, e isso, algumas mulheres fazem melhor que alguns pastores.

A Bíblia enumera nomes de algumas mulheres consideradas notáveis na história tanto de Israel quanto da Igreja. Em se tratando da história da Igreja, encontramos dezenas de testemunhos que destacam que várias mulheres desempenharam importante papel quanto ao desenvolvimento, edificação e pastoreio da Igreja do Senhor. Dentre os testemunhos bíblicos sobre o importante trabalho desenvolvidos pelas mulheres, tanto em Israel quanto na Igreja, destacamos:

Débora: Juíza – profetisa - conselheira e pastora de Israel (cf. Jz 4.4);
Ana: profetisa (cf. Lc 3.36);
Hulda: profetisa (cf. Rs 22.14);
Noadia: profetisa (cf. Rs 22.14);
Filhas de Filipe: profetisas (cf. At 22.9);
Rute – ascendente de Jesus Cristo – moabita – (cf. livro de Rute);
Júnia – Considerada apóstola pela tradição da Igreja (cf. Rm 16.7 );
Miriam: Profetisa (cf. Ex 15.20);
Febe: Obreira da Igreja, considerado como nobre em talento e honra (cf. Rm 16.1-2);
Priscila: Obreira da Igreja que dirigia uma igreja que se reunia em sua casa – missionária – discipuladora de Apolo (cf. At 18.26; Rm 16.3);
Lídia: Abrigava uma igreja em sua casa;
A samaritana: Evangelista (cf. Jo 4.29);
Maria, mãe de Jesus: Mulher que acompanhou o surgimento da Igreja e estava presente na primeira reunião de oração de seu estabelecimento, e que exerceu influente ministério junto à comunidade nascente(cf. At 1.14);

Conclusão:

Para concluir este brevíssimo ensaio, repasso aos/às leitores/as, e, em especial, aos opositores ao ministério pastoral feminino, a pergunta motivadora que perpassa todo o texto: Por qual razão Deus não delegaria às mulheres este importante ministério, o ministério pastoral?