sexta-feira, 28 de junho de 2019

FAMÍLIAS SAUDÁVEIS ESCOLHEM BUSCAR RESPOSTA EM DEUS


FAMÍLIAS SAUDÁVEIS ESCOLHEM BUSCAR RESPOSTA EM DEUS
2º Reis 4:1-7

INTRODUÇÃO:
o       O texto lido apresenta o difícil momento de uma viúva e seus filhos.
o   O Esposo faleceu e deixou a família endividada, na miséria e na iminência de ter os filhos vendidos como escravos.
o       Movida pelo temor à Deus, aquela pobre viúva procurou Elizeu, o homem de Deus.
o       A partir deste encontro a história desta família começa a mudar:
o       ELIZEU: - Como posso ajudá-la? O que você tem em casa?
o       VIÚVA: - Nada tem além de uma botija de azeite.
o   ELIZEU: - Vai! Peça vasilhas emprestadas com todos os teus vizinhos! Vasilhas vazias! Muitas! Volta prá casa, entra, fecha a porta sobre ti e sobre seus filhos! Começa a trabalhar! Enche todas as vasilhas, a partir do que sair de tua botija! Vai enchendo e colocando à parte as que estiverem cheias!
o    Ela obedeceu! Partiu, pegou vasilhas, fechou a porta. Ela ficou com a botija nas mãos (Ela recebeu a revelação e teve fé) e os filhos traziam as vasilhas vazias para serem cheias.
o       Cheias a vasilhas, pedia aos filhos que trouxessem outra, até que encheram todas.
o       Quando acabaram as vasilhas, o azeite parou de brotar na botija!
o       Ela então volta ao homem de Deus para receber instrução:
o       ELIZEU: - Vai, vende o azeite, paga a tua dívida e, você e teus filhos, vivam do resto.

DESENVOLVIMENTO:
o       Esta narrativa é muito inspiradora e nos permite extrair muitas lições:

1 – CUIDADO COM AS DÍVIDAS:
o       O marido morto era discípulo de profeta. Aprendia muitas coisas boas. Mas, ao que parece falhou na administração financeira, o que comprometeu sua família em sua ausência!

2 – PREPARE-SE PARA QUE SUA FAMÍLIA NÃO FIQUE EM APUROS NA SUA AUSÊNCIA:
o       A Bíblia está sempre nos desafiando à sermos prudentes. A prudência nos leva a viver o presente, se preparando para o futuro. Ex: Valores Espirituais, casa própria, previdência social, seguro, reserva financeira, etc... (Perigo de viver só o momento...)

3 – SEJA FIEL A DEUS COM SUAS FINANÇAS:
o       Prá ser bem aventurado, influenciar nossa família e fechar as portas para o devorador, precisamos aprender e ensinar nossos filhos a serem fiéis a Deus nos dízimos e nas ofertas! Malaquias 3:10-11

4 – BUSQUE A DIREÇÃO DE DEUS PARA TUDO O QUE FIZER:
o       Ev. João 15:5 – Sem Jesus nada podemos fazer. Ele tem a melhor direção! Ele sabe nosso passado, presente e futuro.

5 – CULTIVE AMIZADE (VIZINHOS QUE EMPRESTEM VASILHAS):
o       Não estamos ensinando sobre amizades interesseiras. Mas, quando temos amigos de verdade, nosso fardo será carregado com maior facilidade, bem como teremos “facilitadores de milagres” juntamente conosco!
o       Se você fosse aquela viúva, hoje, você teria amigos para te emprestar vasilhas?

6 – APRENDA A OBEDECER SEM QUESTIONAR:
o       Como pode uma botija virar uma mina de azeite? Impossível para uma mente racional!
o       Comum para alguém que foi treinado para viver o sobrenatural. II Cor. 5:7
7 – FECHE SUA CASA E SAIA DO AMBIENTE DE INCREDULIDADE:
o       Na hora do milagre da ressurreição da filha de Jairo, Jesus ordenou a retirada da multidão de incrédulos que sorriam e zombava de Jesus ter dito que ela dormia.
o       Nossas casas precisam se tornar um ambiente de fé se quisermos experimentar os milagres de Deus em nossas famílias.
o       Consegue imaginar a cena: A mulher com uma botija que nunca parava de sair azeite! Os filhos na mesma fé, tirando vasilhas cheias e trazendo vasilhas vazias... O milagre acontecendo na frente deles, ao vivo e à cores! Creio que aqueles filhos nunca mais foram os mesmos!
o       Nossas famílias têm experiências com Deus capaz de impactar a futura geração?

8 – TRABALHE EM EQUIPE! FAMÍLIA UNIDA, VENCE UNIDA!
o       Eclesiastes 4:9-12 – Salmo 133, são textos que exaltam a importância do trabalho em equipe:
o       Enquanto no primeiro fala sobre a importância de ser uma Equipe para aumentar o ganho, o segundo fala que onde há unidade, Deus ordena a vida e a benção!
o       A família saudável precisa estar unida no mesmo propósito!
o       Muitas conquistas poderão vir, e vir mais rápido, simplesmente, se a família se unir, orar, economizar e puxar a corda na mesma direção.

9 – VOLTE PARA AGRADECER E RECEBER INSTRUÇÃO PARA CONSOLIDAR SUA VITÓRIA!
o       Quando as vasilhas se encheram e o milagre aconteceu, a mulher poderia simplesmente ficar na dela e fazer o que lhe parecesse bem!
o       No entanto, ela volta ao homem de Deus, agradecida, e lhe presta conta do milagre!
o       Quantos de nós nos portamos como os 9 leprosos do Evangelho de Lucas 17:11 a 19?
o       Recebemos a benção e não voltamos para agradecer?
o       LEMBRE-SE: Uma benção mal administrada pode se transformar em frustração!
o       De onde veio a benção, saiu também a instrução: ELIZEU: - Vai, vende o azeite, paga a tua dívida e, você e teus filhos, vivam do resto.
o       ELIZEU: - Vai, vende o azeite, paga a tua dívida e, você e teus filhos, vivam do resto.
o       Não cometa os mesmo erros de seu esposo: TRABALHE, SEJA ABENÇOADA, ELIMINE E FUJA DAS DÍVIDAS, TRABALHE EM EQUIPE COM SEUS FILHOS, VIVAM COM DIGNIDADE COM O RESTO.

10 – QUANDO TUDO ESTIVER BEM, NÃO SE ESQUEÇA DE MANTER O FOCO NA INSTRUÇÃO:
o       O credor, o cobrador da dívida, que quer tomar os nossos filhos para serem escravos das drogas, da prostituição, do pecado enfim, estão sempre batendo em nossas portas.
o       Busquemos o Deus de Elizeu, O Deus desta Igreja, imploremos por um milagre.
o       Além do milagre, receberemos instruções para uma vida vitoriosa!


CONCLUSÃO:

o       Deus criou a família para ser um lugar saudável!
o       Família Saudável é aquela que leva os princípios de Deus a sério e os cumpre!
o       Deus abençoe nossas famílias!

sábado, 15 de junho de 2019

PROPOSTAS DO INIMIGO E A RESPOSTA DO CRISTÃO


TEMA: A RESPOSTA DO CRISTÃO AS PROPOSTAS DE SATANÁS PARA NÓS, NOSSA FAMILIA E NOSSO MINISTÉRIO

TEXTOS: Êxodo 5:1, 8:25-32 10:8-11 E 10:21-26

INTRODUÇÃO:
o       Desde a chegada de José como Escravo, o povo viveu no Egito 430 anos. (Êxodo 12:40)
o       Moisés é levantado por Deus como Seu instrumento para libertar o povo de Israel do Egito (lugar de escravidão, opressão, mundo).
o       Após a negativa de Faraó (símbolo de Satanás), Deus envia pragas ao povo egípcio, livrando o povo israelita (sinal de santificação, separação, exclusividade).
o       Após a quarta praga, Faraó começa a ceder.
o       Porém, tenta ludibriar a Moisés com propostas perigosas (papel de Satanás).
o       Vemos nesse contexto, quatro propostas de Satanás para nós e nossas famílias, e as respostas que devemos lhe dar:

1ª PROPOSTA: ADORAR A DEUS NO EGITO (Êx 8:25)
(Não precisa romper com o mundo! Sirva a Deus e mudar seus hábitos mundanos!)

Satanás está propondo:
·        Vá à igreja, mas continue sua amizade com o mundo!
·        Continue na prática do pecado (todo mundo faz)!
·        Não se preocupe, o inferno não existe! Deus é amor, tem que perdoar e salvar a todos!
·        Quem sabe mais tarde, quando for mais velho, você se entrega a Cristo!

Nós lhe respondemos:
1.      “Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tg 4:4)
2.      “E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro” (1 Jo 3:3).
3.       “Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.” (Ap 21:8)

2ª PROPOSTA: NÃO VÁ MUITO LONGE (Êx 8:28)
(Viva na Superficialidade!)

Satanás está propondo:
·        Preocupe-se apenas com sua salvação!
·        Não consagre sua vida (jejum e oração)!
·        Não busque intimidade com Deus!
·        Não conheça muito da Palavra!
·        Não dê bom testemunho!
·        Não evangelize outras pessoas!
·        Não freqüente reuniões de oração, vigílias, consagrações, etc.!

Nós lhe respondemos:
1.       “Como a corça anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus!” (Sl 42:1)
2.      “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.” (Sl 119:105)
3.      “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:1,2)

3ª PROPOSTA: DEIXE SUAS CRIANÇAS NO EGITO (Êx 10:11)
(Quando o inimigo não pode vencer a geração atual, tenta comprometer a geração futura)

Satanás está propondo:

·        Deixe que eles mesmos decidam sua vida espiritual!
·        Não fique insistindo para que eles frequentem a Igreja!
·        Não ore por eles!
·        Não dê palpite na vida particular deles!
·        Não exerça autoridade sobre eles!
·        Não corrija seus erros!
·        Deixe que a TV e a Internet eduquem seus filhos!
·        Não invista na comunhão familiar!

Nós lhe respondemos:
1.      “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6)
2.      “Não retires da criança a disciplina; porque, fustigando-a tu com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do Seol.” (Pv 23:13,14)
3.       “Crê no Senhor Jesus, e será salvo, tu e a tua casa (At 16:31)

4ª PROPOSTA: DEIXE os SEUS BENS no EGITO (Êx 10:24)
(Sirva a Deus, mas deixe que suas finanças continuem servindo ao mundo)

Satanás está propondo:
·        Não seja dizimista fiel!
·        Não seja ofertante!
·        Não contribua com missões!
·        Não colabore com as campanhas da Igreja!
·        Não doe nada para ninguém!
·        Ajunte cada vez mais, pois você não sabe como será o dia de amanhã!

Nós lhe respondemos:
1.   “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida.” (Ml 3:10)
      COM DEUS 90% POR CENTO COM FIDELIDADE É MAIS QUE 100% NA INFIDELIDADE!
2.   “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.” (Pv 3:9,10)
3. “Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça.” (2 Co 9:10)

CONCLUSÃO:
Em Tiago 4:7 lemos: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. Deus te convida a entregar a Ele sua vida, sua família, seus caminhos, e tudo mais ele conduzirá pra você. Vem desfrutar do amor de Deus, você e sua casa!


terça-feira, 11 de junho de 2019

O N'AMOR'O - NO MEIO DO NAMORO TEM QUE TER AMOR

Uma excelente orientação para os nossos jovens ...

O NAMORO AINDA EXISTE?
PASTOR CIRO SANCHES ZIBORDI

" Quando eu era jovem e solteiro, tive a felicidade de ter sido instruído por meus pais e pastores acerca do namoro cristão. Aprendi que, para ser abençoado no casamento, é preciso começar certo, tendo um namoro de acordo com a vontade do Senhor (Rm 12.1,2), pois “... aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (1 Jo 2.17).

Aprendi que há três fases muito importantes num relacionamento afetivo: namoro, noivado e casamento. O namoro é a fase em que o futuro casal se conhece e, por isso, deve conversar, conversar, conversar... O noivado é o período de preparação para o casamento, isto é, a união do casal propriamente dita.

Como fui abençoado nessa área, sinto-me no dever de ajudar a outros, o que procurarei fazer, nesta semana em que ocorre o chamado DIA DOS NAMORADOS, por meio deste artigo. Sei que, para muitos, o que eu vou dizer aqui parecerá ultrapassado, arcaico e rígido demais para esse tempo em que prevalecem influências filosóficas como relativismo, hedonismo, egoísmo, imediatismo e narcisismo. Mas espero ajudar pelos menos os jovens realmente interessados em glorificar a Deus em tudo (1 Co 10.31).
O que é o nAMORo?

Confunde-se, hoje em dia, namoro com flerte, aventura e relacionamento sem compromisso. O chamado “ficar” parece ter chegado para ficar. E é comum ouvir jovens dizendo: “Eu só fiquei com ele naquele dia; não foi nada sério”. Entre as pessoas que não temem a Deus prevalece a idéia de que os namorados podem se relacionar intimamente, sem nenhuma restrição. E vemos pscicólogos e a própria mídia incentivando isso.
O namoro — namoro, mesmo! — é uma fase de conhecimento recíproco, que precede o período de preparação para o casamento: o noivado. Na palavra “namoro” está contido o termo “amor”, evidenciando que não se trata de um período sem importância. O nAMORo verdadeiro é para pessoas que se amam, e não para aquelas que apenas têm uma atração passageira ou simplesmente não querem ficar sozinhas.
Quando começar um nAMORo?

Para se começar um namoro, é preciso ter alcançado a maturidade, período que só vem após a adolescência, que é uma fase de transição entre a infância e a juventude. Como não se trata de passatempo, mas de uma importante etapa, só deve pensar em namoro quem realmente está determinado a casar. Quem namora por namorar está começando errado e sofrerá as conseqüências (Gl 6.7). E quem diz que namoro sério deve, necessariamente, se preocupar com as condições mínimas para um futuro casamento.

Certo rapaz que havia pedido uma jovem em casamento ouviu dela a seguinte condição: “Eu quero que você converse com o meu pai”. O rapaz concordou em pedir permissão ao pai da jovem para namorá-la (prática que, hoje em dia, é tida como retrógrada, infelizmente).
Começou, então, o interrogatório:
— Você trabalha? — perguntou o pai da jovem.
— Não, mas Deus vai me ajudar — respondeu o rapaz.
— Estuda?
— Não, precisei parar. Mas Deus vai me ajudar.
— Tem idéia de como sustentará a minha filha enquanto nenhum de vocês estiver trabalhando?
— Não, mas tenho certeza de que Deus me ajudará...
Ao ouvir as repetitivas respostas, o pai disse à jovem: “Minha filha, eu não sabia que agora eu sou Deus...”
Lembre-se: Deus ajuda aqueles que se esforçam e têm vontade de trabalhar (Jó 5.7; Pv 31.27). Quem namora — namora, mesmo! — deve ter um alvo: o casamento. E deve trabalhar em prol de tal realização.

Como encontrar a pessoa ideal para nAMORar?

Quem pensa em namorar de verdade, tendo como objetivo o casamento, precisa atentar para duas coisas importantes. Primeiro, deve orar com fé, esperando no Senhor (Sl 40.1), pois Ele é poderoso para lhe preparar a pessoa certa (Pv 19.14). Ao mesmo tempo, é necessário procurar (Pv 18.22), pois em tudo, na vida, existe a parte de Deus e a do homem (Pv 16.1,2; Tg 4.8).
O jovem cristão deve ter cuidado com os profetizadores casamenteiros (Ez 13.2,3; Ap 2.20), pois a profecia, como dom do Espírito Santo que se manifesta, usualmente, num culto coletivo a Deus, não serve, em regra geral, para ajudar os jovens crentes a encontrarem a “pessoa preparada”. As suas finalidades são edificação, exortação e consolação do povo de Deus (1 Co 14.3).
Muitos hoje são infelizes em sua vida conjugal porque deram ouvidos a falsos profetas. Namoro é coisa séria! Não se deve permitir que a escolha tenha a interferência de terceiros, exceto dos pais, que devem sim aconselhar e ajudar os filhos nessa tomada de decisão.

Deve-se, ainda, orar e procurar uma pessoa, segundo os critérios contidos na Palavra de Deus. Nessa busca, é necessário identificar qualidades, como a espiritualidade (1 Co 2.14-16; 5.11), a beleza interior (Pv 15.13). Muitos se preocupam demasiadamente com a beleza física, que é enganosa (Pv 31.30). Esquecem-se de que a beleza da alma é a mais importante (1 Sm 16.17) e permanece mesmo com o passar dos anos, enquanto a exterior é ilusória, passageira e morrerá tal como uma flor (Pv 11.22; 1 Pe 1.24,25).

É preciso se preocupar também com a compatibilidade (Am 3.3). Muitos hoje dizem que isso não é importante e pensam que podem namorar uma pessoa descrente para ganhá-la para Jesus. Fazer isso, no entanto, é o mesmo que se jogar em um poço para tentar salvar alguém que lá caiu. E ninguém faria isso. Deve-se jogar a “corda” do evangelho para o não-crente se salvar, mas sem nenhum envolvimento sentimental.

Meu conselho é: antes de começar um namoro, é preciso verificar se não há incompatibilidades espiritual, social, etária, cultural, etc. A mais perigosa é a espiritual (2 Jo vv. 10,11). Considerando que a Bíblia chama os incrédulos de filhos do diabo (1 Jo 3.10), não havendo, pois, meio-termo, relacionar-se com um significa ter o Diabo como sogro.

Não pense que um(a) filho(a) do Diabo terá Deus como sogro, em razão de se relacionar com um(a) filho(a) de Deus, equilibrando, assim, o relacionamento. Nos casos de mistura, sempre é o crente o prejudicado (Gn 6.1-4; 1 Co 10). Por quê? Porque está pecando conscientemente, ignorando o que a Palavra de Deus ensina quando ao jugo desigual com os infiéis (2 Co 6.14-18). Não há, portanto, nenhum consenso entre a luz e as trevas, entre Cristo e Satanás.

Que cuidados se deve tomar em um nAMORo?

Aos que já namoram dou alguns conselhos. É preciso ter a preocupação de não exceder nas intimidades (2 Tm 2.22). Não é preciso se sentar a um metro de distância nem pedir para alguém ficar entre os dois. Todavia, não se deve confundir carinho com carícias, que devem ser guardadas para o casamento (Pv 6.27,28; 20.21). Para isso, é preciso vencer as concupiscências, cobiças (Tg 1.14,15; 1 Jo 2.15-17), seja a dos olhos (Gn 3.6; Js 7.21; Mt 6.22,23), seja a da carne (1 Co 6.19,20). Peço ao leitores interessados no assunto que confiram todas as referências bíblicas, pois elas são muito mais relevantes (mas muito, mesmo!) do que as próprias palavras deste editor.

Quanto tempo deve durar o nAMORo?

Nem muito nem pouco tempo. Geralmente, quem prolonga o período do namoro é porque não tem vontade de casar. Alguns, após longos anos, casam, mas não são felizes. O motivo? É possível que o casamento tenha sido ocasionado por pressão, e não por amor verdadeiro. Por outro lado, quem namora pouco tempo, não se prepara suficientemente para o casamento e poderá ter problemas sérios de ajustamento conjugal.

Como conduzir o nAMORo de acordo com a vontade de Deus?

Leia sempre a Palavra de Deus (Sl 119.105); ore todos os dias (1 Ts 5.17; Jr 33.3); cultive o amor (1 Co 16.14; 13.4-8), pois, sem ele, não há razão para existir namoro; aprenda a renunciar; não seja sempre o(a) “dono(a) da verdade” (Fp 2.4); saiba viver em harmonia (Pv 17.1), aprendendo a “dar o braço a torcer” (Pv 15.1); seja fiel, pois, quem não é fiel no namoro, não o será no casamento. Quem ama de verdade se mantém fiel até o fim (Pv 5.15-20; Ml 2.14,15).

Livros do Pastor Ciro: Blog do Pastor Ciro Zibordi
Nota: ilustrações do texto: por João Cruzué

sábado, 1 de junho de 2019

DESAFIOS PARA A IGREJA NA PÓS MODERNIDADE

(Texto Escrito pelo Pr. Raimundo Alberto Pereira )
Se olharmos em nossa volta, podemos perceber que aconteceram mudanças significativas em nosso mundo, querendo aceitar ou não, vivemos em um mundo pós-moderno e com ele o desafio de entender estas mudanças e como influenciam as pessoas no seu modo de pensar, sentir e agir, cabe à igreja compreender estas mudanças para que ela possa assim contextualizar a mensagem bíblica ao homem pós-moderno.

O que é Pós-modernidade?

Pós-modernidade é uma atitude intelectual que se expressa numa série de procedimentos culturais que recusa os ideais, crítica ao modernismo e aos princípios e valores que constituem o suporte da cultura ocidental moderna. É uma época que está emergindo, substituindo aquela em que estamos inseridos, moldando cada vez mais a nossa sociedade.

O texto profético de Paulo em (2Timóteo 3:1-5) revela o perfil dos homens dos últimos dias, e este perfil se encaixa perfeitamente no homem pós-moderno, vejamos: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” O texto fala de tempos trabalhosos, isto quer dizer que teremos muito trabalho para alcançar estes homens.

O Mundo mudou
Se o mundo mudou e as pessoas mudaram, a liderança cristã precisa mudar a sua maneira de interagir com aqueles que são objeto do amor de Deus, não estou dizendo que devemos mudar o evangelho ou barganhá-lo, definitivamente não, mas o que devemos mudar é nossa estratégia, nossa liturgia, nossa linguagem, ou seja, o nosso modus operandi, pois a igreja não pode mais pensar com a cabeça do século XX, estamos nos século XXI e precisamos nos contextualizar e não nos acomodar, os princípios divinos são inegociáveis, mais a forma como pregamos e nos apresentamos a nossa comunidade pode ser revisto para que a comunidade esteja acessível à igreja e a igreja acessível à comunidade.

Entendemos que não se prega o evangelho no vazio, se prega num contexto, O próprio Jesus ao proclamar o evangelho ele estava plenamente contextualizado a cultura e aos costumes de sua época, a mensagem de Jesus foi ouvida e alcançou seu propósito, pois ela estava em harmonia com ambiente daqueles dias, Jesus usava recursos visuais, teatrais, e falava a linguagem do povo a quem queria alcançar Jesus até usa palavras que estava na boca do povo como a palavra “Libertação”, pois o que o povo mais desejava uma vez que viviam sob o domínio do Império Romano. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32).

Se quisermos alcançar o homem pós-moderno precisaremos entendê-lo. Com a decepção da modernidade e a morte da razão o homem saiu em busca de novos paradigmas buscando significado para a sua vida. Veja abaixo os conceitos de um homem pós-moderno:

Verdade --- Relativa e não absoluta. Pilatos: Que é a Verdade?
Instituições --- Falharam em promover um mundo melhor
Autoridade --- Sinônimo de opressão, Crise de liderança.
Valores --- Não há padrão de certo e Errado. Troca do ético pelo estético
Viver --- Individualista, Hedonista, Narcisista e Secularizado.
Religião --- Menos dogmática e mais experimental e pragmática
Ideologia --- Plural – Todas têm suas verdades.
Passatempo --- Buscar o novo – Atenienses pós-modernos
Bênção --- É um produto conquistado.
Pecado --- Não existe. não se sinta culpado liberte-se da culpa.
Existência --- Preciso pertencer a alguma coisa. As tribos Urbanas.
Princípios --- Devem ser politicamente corretos
Realidade --- È o que percebemos e o que sentimos.
Progresso --- De maneira sustentável, forte apelo ecológico
Espiritualidade --- Mística e Esotérica

Gestalt disse que "educar sem conhecer o homem é como caminhar no deserto sem bússola e sem meta". É preciso saber quem é a pessoa que se educa. Assim também pregar sem conhecer para quem se prega é caminhar no deserto sem bússola e sem meta. É preciso saber como é a pessoa para quem pregamos. Muitos pregadores têm uma mensagem que serve para qualquer lugar. Estudam a Bíblia, mas não estudam gente.

A Igreja precisa mudar

Se quisermos alcançar o homem pós-moderno precisamos mudar. Um dos costumes que temos é sacralizar o passado e demonizar o presente, é comum se ouvir nos púlpitos que antigamente foi melhor do que hoje, ao lermos na Bíblia: “Nunca digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Porque não provém da sabedoria esta pergunta.” (Eclesiastes 7:10) nota-se que não é sábio pensar assim, devemos ter a mente aberta para as mudanças, precisamos de uma renovação mental, ou termos uma cosmovisão de mundo, pois se queremos alcançá-lo precisaremos entendê-lo.

Gostamos de receber visitas em nossas igrejas, como é gostoso poder apresentá-los em nossos cultos, mais ficamos preocupados quando não há visitantes principalmente em nossos cultos dominicais, então cabe ai uma reflexão: será que estamos sendo atrativos a nossa comunidade? Procure saber ou quem sabe até fazer uma pesquisa sobre como a comunidade ver a sua igreja, fique atento ao que as pessoas vão falar e se prepare para mudar. A igreja de Jerusalém caiu na graça do povo: “Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” (Atos 2:47), precisamos cair na graça da nossa comunidade, ela precisa nos ver como agentes de transformação, o apóstolo Paulo declara em (1Coríntios 9.22): "Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns". Paulo sabia que precisava se adequar ao contexto para alcançar o propósito de evangelizar o mundo gentio, da mesma forma a igreja na pós-modernidade necessita se ajustar aos novos tempos.
Certo dia ao conversar com o borracheiro perto de minha igreja, ele me disse: Pastor um dia que eu me converter eu quero ser de sua igreja, pois eu conheço a vida de vocês! Estamos sendo visto e lido pela nossa comunidade. Como a sua comunidade vê a sua igreja?

Há líderes que não têm uma visão global do mundo, e, o que é pior, muitos não tem sequer uma visão integral de sua fé, sabendo encaixar o mundo nela, analisando o mundo por ela. Sua fé é apoiada em pequenos credos, sem uma visão holística do evangelho. Necessitamos ter uma cosmovisão do evangelho, uma explicação e aplicação que atenda ao homem pós-moderno.
Desafios para o(a) Pastor(a) Pós moderno
Pastorear pressupõe amar o trabalho que se faz, e lidar com gente sem amá-las e sem amar o trabalhar com gente, é sinal de fracasso. O amor ao que se faz dá forças para superar as crises e competência para se atualizar. Digo que o pastorado é uma atividade que é feito com coração. As marcas ficarão na vida das pessoas que entrarem em contato conosco.

Pregamos o que gostamos ou o que as pessoas precisam ouvir? O púlpito está dando respostas sérias ou é um falatório sobre religião? Pregamos apenas assuntos ou pregamos uma pessoa, Jesus, que tem respostas para a vida das pessoas? Com que estamos preocupados? Com assuntos que nos dizem respeito ou com as necessidades dos ouvintes? De que se ocupa o púlpito? De Cristo ou de política denominacional. Para que o usamos? Para glorificar a Cristo ou para enviar recados aos outros?

A igreja Deve ser uma comunidade calorosa, sadia e honesta. As pessoas devem ser ouvidas e levadas a sério. Devem ver seriedade no trato, e ser uma comunidade terapêutica para com os feridos e desiludidos com a modernidade.

Faça algumas reflexões sobre sua prática eclesiástica:

1. Nossa liturgia fala a linguagem do povo?
2. A mensagem é contextualizada e prática?
3. Usamos recursos modernos na apresentação da Mensagem?
4. A música usa letras que as pessoas entendem?
5. Nossos projetos levam em conta as mudanças?
6. Nossa arquitetura é atrativa e moderna?
7. Nossa igreja é uma comunidade calorosa e atenciosa com os visitantes?

segunda-feira, 6 de maio de 2019

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS DIA DAS MÃES

Quando chega o segundo domingo de maio, é gostoso receber e demonstrar amor às mães pelo seu dia.

É um dia também para se lembrar, com o coração cheio de gratidão, das mães que já se foram.

Afinal, o Dia das Mães nasceu como uma homenagem póstuma da metodista norte-americana Anna Marie Jarvis à sua própria mãe. A primeira comemoração oficial foi numa Igreja Metodista, 100 anos atrás.

No ano de 1905, Anna Marie Jarvis recebeu um duro golpe: a morte de sua mãe, exemplo de dedicação e fé. Dois anos mais tarde, em 1907, no segundo domingo de maio, Anna convidou várias amigas para sua casa na Filadélfia, EUA, para uma celebração de ação de graças pela vida de sua mãe. Na ocasião ela anunciou a idéia de se instituir um dia nacional em honra às mães.




No verão seguinte, Anna escreveu ao Superintendente da Escola Dominical da Igreja Metodista Andrews em Grafton, sugerindo que a igreja na qual sua mãe tinha dado aulas por 20 anos, celebrasse o Dia das Mães em sua homenagem.

Assim, no dia 10 de Maio de 1908, celebrou-se oficialmente o primeiro Dia das Mães da história. Em 1914, a celebração tornou-se nacional, aprovada pelo Presidente Woodrow Wilson.

Desde 1908, a homenagem às mães acontece na Igreja Metodista Andrews, agora conhecida como Capela do Dia das Mães, na cidade de Grafton, West Virginia. O local tornou-se também uma espécie de museu dedicado à comemoração.






A HISTÓRIA QUE NÃO É CONTADA:


Mas nem tudo foram rosas (ou cravos, escolhidos por Anna para simbolizar a data) na bela história do Dia das Mães. Muito cedo Anna se decepcionaria com os rumos tomados pela comemoração. Ela ficava simplesmente chocada quando via os comerciantes aproveitando-se da data. “Não era essa minha intenção! Eu queria que fosse um dia de sentimento, não de lucro!, reclamava Anna. Desgostosa, ela ironizava: “Um cartão impresso não significa nada, a não ser que você é muito preguiçoso para escrever para a mulher que fez mais por você do que qualquer outra pessoa no mundo. E doce! Você compra uma caixa para sua mãe – e come a maior parte você mesmo. Um lindo gesto!”

O mesmo empenho que Anna teve para criar e oficializar o Dia das Mães, ela teve para destruí-lo. Em 1923, moveu um processo contra o governo de Nova York para cancelar a celebração e, é claro, perdeu. Enraivecida, ela atacou uma barraca de florista (mais ou menos como Jesus fez com as mesas dos cambistas no templo de Jerusalém) e foi presa por perturbação da ordem.

Anna Jarvis nunca conseguiu fazer com que o Dia das Mães “acabasse” ou voltasse à pureza original. Morreu pobre e sozinha, aos 84 anos de idade, e foi enterrada ao lado de sua mãe.

Suzel Tunes

(traduzido e adaptado dos sites: http://www.mothersdayshrine.com/)

sexta-feira, 12 de abril de 2019

DOMINGO DE RAMOS


DOMINGO DE RAMOS
Mateus 21:1 a 11 – Marcos 11:1 a 11 – Lucas 19: 29 a 44 e João 12:12 a 19

INTRODUÇÃO:
·         Hoje a Igreja Cristã na face da terra relembra A ENTRADA TRIUNFAL DE JESUS EM JERUSALEM, DIA CONHECIDO COMO DOMINGO DE RAMOS, pois as pessoas simples do povo acolheram Jesus em Jerusalém, colocando seus vestidos e ramos de árvores pelo caminho onde Jesus passava sobre o Jumentinho.
·         Jesus veio ao mundo ser um de nós, para se sacrificar por nós, para pagar o preço do pecado de toda humanidade.
·         Durante 3 anos Jesus exerceu seu  Ministério Público na terra:
·         Sem pecado, apesar de tentado em todas as coisas (Hebreus 4:15), Ele foi o sacrifício perfeito e único.
·         Os 3 anos de Ministério de Jesus é dividido – 1º - Ano de Inauguração  2º - Ano de Popularidade – 3º - Ano de Oposição
·         Muitas curas, muitos ensinamentos, muitas instruções, muitos confrontos de visão.
·         Aí começam as retaliações...

·         A ÚLTIMA SEMANA DE JESUS AQUI NA TERRA FOI BASTANTE AGITADA
A.      DOMINGO – Entra em Jerusalém triunfalmente e volta para Betânia – Colônia de leprosos para Casa de Simão o leproso, onde uma mulher ungiu os pés de Jesus.

B.      SEGUNDA – Volta a Jerusalém, amaldiçoa a figueira estéril, expulsa os vendilhões do templo e volta outra vez para Betânia.

C.      TERÇA – Vai a Jerusalém pela manhã, vê a figueira seca, ensina no templo, é interrogado sobre sua autoridade, sobre o pagamento de tributo a César pelo fariseus e herodianos, Os saduceus o interrogam com relação a ressurreição; Jesus fala aos doutores da Lei sobre os dois mandamentos, Desmascarou a hipocrisia dos Escribas e Fariseus; viu a oferta da viúva; Voltou para Betânia e passou pelo Monte das Oliveiras e ali profetiza a destruição do templo e a ruína da nação Judaica e fala de sua vinda (Sermão Profético Escatológico);

D.      QUARTA – Em Betânia começa a conspiração de Judas, Na casa de Simão o leproso, uma mulher ungiu os pés de Jesus, Judas fica revoltado e se alia As autoridades judaicas para prendê-lo. Jesus fica em Betânia neste dia.

E.       QUINTA – Jesus manda 2 discípulos a Jerusalém preparar a última Páscoa;

F.       SEXTA – (Quinta para sexta – começando no pôr do sol) Mais tarde Jesus vai até a cidade, celebra a Páscoa, aplaca uma discussão entre os disciplulos sobre quais deles era o maior; Faz o lava pés; Diz que vai ser traído; Judas sái; Anuncia a queda de Pedro; Instituiu a Ceia; Faz um discurso de despedida e ora por seus discípulos (João 14 a 17); Vai para o Getsemani e traído com um beijo de Judas; é Preso.
·         É levado a presença do Sumo Sacerdote;
·         Pedro o nega 3 vezes;
·         De manhã é levado ao Sumo Sacerdote e ao Sinédrio (Tribunal), onde é escarnecido e condenado.
·         Sacerdotes e anciãos do povo levam Jesus a Pilatos para obter sua crucificação;
·         Pilatos proclama-O inocente e o remete a Herodes;
·         Herodes o devolve para Pilatos;
·         Pilatos tenta soltar Jesus, mas para não contrariar a multidão, O entrega para ser crucificado.
·         Judas comete suicídio;
·         Levam Jesus para o Calvário e o crucificam ÀS 09:00 Hs.
·         Jesus Morre às 15:00 Hs e mais tarde seu corpo é retirado e sepultado.

G.     SÁBADO – O Sepulcro é guardado;

H.      DOMINGO – É Festa: Ele não está no sepulcro – Ele ressuscitou.

QUERO DESTACAR 3 VERDADES DESTE TEXTO PARA NOSSA EDIFICAÇÃO:

1.       O CRISTIANISMO GENUINO SEMPRE VAI ENFRENTAR OPOSIÇÕES
·         Não tem como agradar a todos o tempo todo.
·         Como dissemos, Jesus teve 3 anos de Ministério
·         – 1º - Ano de Inauguração  2º - Ano de Popularidade – 3º - Ano de Oposição
·         Mais cedo ou mais tarde, você vai ter que se posicionar – SE NÃO NEGAR A FÉ – Vai ter grande amigos e grandes opositores. (Casa, trabalho, colégio, círculo de amizade, etc...)
·         Mas ainda que surjam grandes opositores, Não se preocupe, Não negue a fé, Seja fiel. Grande é a recompensa (Hebreus 10:35-39)

2.       NÃO SE ILUDA COM OS APLAUSOSBUSQUE A APROVAÇÃO DE DEUS
·         O mesmo povo que aclamou Jesus no domingo – Odiou-O com ódio cruel sexta, a ponto de pedir a sua crucificação.
·         Além da manipulação da liderança religiosa que fez com que o povo mudasse a concepção de Jesus tão radicalmente, do mais amado para o mais odiado, o povo se decepcionou com Jesus;
·         Não que Jesus os tivesse decepcionado com algum erro, mas porque a visão que o Povo tinha de Jesus era super equivocada.
·         Esperavam um Rei que iria destruir Roma e libertar o povo Judeu do domínio cruel deste povo.
·         Jesus confessou para Pilatos, quando perguntado se Ele era o Rei dos Judeus: (Lucas 18: 36) Sou Rei, O meu reino não é deste mundo: Se fosse, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos Judeus. O meu reino não é daqui.
·         A traição começou dentro do colégio apostólico: Judas Iscariotes.
·         O coração daquele povo estava na BENÇÃO TEMPORAL E NÃO NA BENÇÃO ETERNA. (LADRÃO NA CRUZ)
·         Muitas vezes nos decepcionamos também, quando a nossa visão não é servir, mas ser servido.
·         Quem tem a visão de Reino, nunca vai ser pego de surpresa. NÃO VIVE DE APLAUSO, NÃO VIVE DE ELOGIOS, MAS VIVE EM RAZÃO DA APROVAÇÃO DE DEUS! (Jovem Concertista)

3.       EU FAÇO PARTE DO PROJETO DE DEUS
·         Lucas 19:39 e 40 diz que Quando os discípulos começaram a engrandecer o seu nome, Alguns da multidão pediram para que Jesus fizesse cala-los, mas Jesus lhes disse: Se eles se calarem, as próprias pedras clamarão.
·         Havia uma profecia, mencionada por Mateus ao relatar esta passagem, em Salmo 24:7 a 10, Zacarias 9:9 e Isaias 62:11, e iria cumprir de qualquer maneira.
·         ISAIAS PROFETIZOU QUE JESUS VERIA O FRUTO DE SEU PENOSO TRABALHO – Nós Somos este fruto. (diga pra Jesus: EU SOU O FRUTO DO TEU PENOSO TRABALHO)
·         Há um hino que cantamos que diz: QUE NÃO PASSE DE NÓS, O TEU ESPÍRITO ...QUE NÃO SEJA PRECISO QUE SE LEVANTE OUTRA GERAÇÃO DE ADORADORES.
·         Êxodo 14: 26 a 40 – Deus proclama que toda uma geração daqueles que tinham saído do Egito, acima de 20 anos, iriam morrer nos próximos 40 anos de deserto, pois tinham tentado a Deus por mais de 10 vezes.
·         Deus conta conosco. Deus conta comigo, (REPITA)
·         Mas, se eu não quiser, Ele levantará outro – se necessário uma nova geração, para que anuncie sua volta iminente.

Conclusão:
·         Nunca se esqueça:
·         Não existe cristianismo sem cruz, sem oposição, sem sofrimento – Mas, também não existe Cristianismo sem vitória. ELE VENCEU – E NÓS VAMOS VENCER – EM NOME DE JESUS
·         O QUE NOS INTERESSA É ARRANCAR UM SORRISO NO ROSTO DE JESUS, MESMO QUE PRÁ ISSO SEJAMOS VAIADOS PELO MUNDO.
·         Deus tem nos dado a HONRA DE FAZERMOS parte do seu projeto.
·         A OBRA DA REDENÇÃO ESTÁ CONCLUIDA! A OBRA DA PROCLAMAÇÃO DEUS DEIXOU PARA NÓS.