domingo, 30 de junho de 2013

ELIAS & ELISEU

A PORÇÃO DOBRADA DO ESPÍRITO
Antes de ser levado aos céus, Elias perguntou a Eliseu o que ele desejava receber para exercer o seu ministério. 
Eliseu então sabiamente lhe respondeu: “Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim” (II Rs 2.9-b). 
Segundo Donald C. Stamps, comentarista da Bíblia Pentecostal, o termo “porção dobrada” não significa terminantemente o dobro do poder espiritual de Elias; refere-se antes, ao relacionamento entre pai e filho, em que o filho primogênito recebia o dobro da herança que os demais (Dt 21.17). 
Eliseu estava pedindo que seu pai espiritual lhe conferisse uma medida abundante do seu espírito profético, para, deste modo, ele executar a missão de Elias.
É um fato curioso que o número de milagres que Deus operara por intermédio de Eliseu foi o dobro do que realizara através de Elias. 
Vejamos isso no quadro abaixo:

MILAGRES DE ELIAS
page1image8812
REFERÊNCIA
page1image9728
Profetizou que não choveria por três anos e meio e não choveu
I Rs 17.1 / Tg 5.17
Disse que a farinha e o azeite da viúva se multiplicariam
page1image12176
I Rs 17.14-15
page1image12912
Orou para que o filho da viúva ressuscitasse e ele reviveu
I Rs 17.21-22
Orou para que caísse fogo do céu sobre o altar e assim aconteceu
page1image15136
I Rs 17.37-38
Pediu que caísse fogo do céu sobre os soldados e eles foram consumidos 
page1image16912
II Rs 1.9-12
page1image17868
Feriu com a capa as águas do Jordão e ele se abriu
II Rs 1.8

page1image19356


MILAGRES DE ELISEU
page1image21020


REFERÊNCIA
page1image21888
O rio Jordão é separado
II Rs 2.14
page1image23320
As águas perto de Jericó são saradas
II Rs 2.19
As ursas devoram os rapazinhos por ordem de Eliseu
page1image25384
II Rs 2.23-24
Vinte pães satisfazem cem homens
page1image27000
II Rs 4.42-44
page1image27820
O azeite da viúva é multiplicado
II Rs 4.1
page1image29188
O filho da sunamita é ressuscitado
II Rs 4.31
page1image30640
A comida envenenada é purificada
II Rs 4.38
Naamã é curado da lepra
page1image32584
II Rs 5.1
Geazi é punido com a lepra de Naamã
page1image34260
II Rs 5.20-27
page1image34996
O machado flutua
II Rs 6.1

Soldados inimigos cegados
II Rs 6.18

Um homem ressuscitado quanto tocou nos ossos do profeta 
     II Rs 13.20-21

UM PAPA QUE ERA PAPISA


Em plena Idade Média, na noite de 28 de janeiro do ano 814, nascia em uma família de camponeses, na aldeia alemã de Ingelheim, uma menina chamada Joana. Quando adulta, ela seria a única mulher a exercer a função de papa na história da humanidade. Filha de um missionário da Igreja Católica, a menina foi criada sob os rígidos ditames da religião, que naquela época reservava às mulheres poucos direitos e lhes impunha muitas proibições, como a alfabetização. Joana viveu questionando os cânones de seu tempo, aprendeu o latim e o grego antes dos 10 anos de idade e aos 16 adotou a identidade do irmão morto numa batalha. Tudo isso para assumir funções eclesiásticas num monastério beneditino. Tornou-se papa entre 851 e 853 e morreu ao dar à luz uma criança quando tinha 42 anos.
A sua curiosa e desconhecida trajetória já foi levada às telas na década de 1970 em um filme protagonizado pela atriz Liv Ullman. Agora, volta com mais apelo em uma produção alemã dirigida pelo cineasta Sonke Wortmann. O filme baseia-se no livro "Papisa Joana" (Geração Editorial), da escritora inglesa Donna Woolfolk Cross, que acaba de ser lançado no Brasil. A autora construiu um romance sustentado por informações obtidas em arquivos da Igreja e reconstituiu a vida de Joana. Segundo a autora, a história da papisa era considerada uma realidade até o século XVII, quando disputas religiosas teriam levado o Vaticano a ordenar a destruição das provas de sua existência. Um dos registros é um julgamento ocorrido em 1413 em que João Hus, acusado de heresia, cita em sua defesa a falibilidade do papa e para sustentar sua tese menciona o fato de Joana ter sido eleita pontífice mesmo sendo uma mulher.
Além de obras de arte que retratam a papisa, há um outro dado intrigante: João XX teria ordenado uma investigação rigorosa nos documentos eclesiásticos sobre Joana. Isso em 1276. Após a conclusão dos estudos, ele mudou seu nome para João XXI, reconhecendo o papado da religiosa. Na história criada pela autora, Joana é movida por um forte pragmatismo e inteligência. Questiona os dogmas da Igreja e conquista a simpatia de um sábio grego que lhe concede o privilégio de estudar numa instituição de ensino. Apesar de ser constantemente perseguida por colegas e autoridades, ela consegue permanecer um ano na escola até que o ataque de um exército bárbaro ao seu vilarejo extermina a maioria de seus habitantes. Entre as vítimas está seu irmão, identidade que ela assumiu para seguir em frente com os seus objetivos. Joana cortou o cabelo, mudou suas vestes, fingiu ser homem e passou a ser chamada João Ânglico. É com esse nome que se tornou conhecida por seus supostos dons de evitar a transmissão da hanseníase: uma de suas providências, verdadeiro sacrilégio na época, foi fazer com que cada pessoa na missa molhasse na taça de vinho a hóstia com a qual comungaria, abolindo assim o hábito secular em que todos os fiéis bebiam um gole do vinho no mesmo recipiente. A história correu as aldeias, ela passou a ser conhecida em diversas regiões da Europa e em alguns anos tornou-se a médica do próprio papa Leão IV.
É assim que conquista a confiança de seus colegas até ser consagrada por unanimidade a nova pontífice de Roma. Ela traz de seu passado, porém, um amor proibido que reencontra quando já exerce o mais alto cargo da Igreja. Engravida, consegue disfarçar essa condição ao longo de nove meses (aparecendo raramente em público), mas é desmascarada ao dar à luz uma menina na rua, enquanto se dirigia para a Igreja de Latrão, entre o Coliseu de Roma e a Igreja de São Clemente. Joana e a filha morrem no momento do parto - ela encerra assim o seu papado de dois anos, um mês e quatro dias. A dúvida sobre sua existência talvez nunca se desvaneça totalmente, já que se trata de um período histórico marcado pelo terror, pelo obscurantismo e pelas guerras. Sua trajetória foi lembrada pela primeira vez no século XIII pelo escritor Esteban de Borbón, porém sem provas. Em 1886, ela voltou a ser difundida pelo grego Emmanuel Royidios (traduzido para o inglês por Lawrence Durrell). A autora Donna lança mão da criatividade, mas garante que conteve os seus "saltos imaginativos": "Os detalhes do século IX com que compus o cenário do livro, por estranhos e selvagens que pareçam hoje, são todos verdadeiros."

Outra versão diz que, apesar de ter sido fácil ocultar sua gravidez, devido às vestes folgadas dos Papas, acabou por ser acometida pelas dores do parto em meio a uma procissão numa rua estreita, entre o Coliseu de Roma e a Igreja de São Clemente, e deu à luz perante a multidão.
As versões divergem também sobre este ponto, mas todas coincidem em que a multidão reagiu com indignação, por considerar que o trono de São Pedro havia sido profanado. João/Joana teria sido amarrada num cavalo e apedrejada até à morte. Neste trajeto depois foi posta uma estátua de uma donzela com uma criança no colo com a inscrição "Parce Pater Patrum, Papissae Proditum Partum", conforme mais tarde 1375 atestado pelo "Mirabilia Urbis Romae"


sábado, 29 de junho de 2013

Marcha para Jesus 2013




  • Pastor Silas Malafaia (esq) e deputado Marco Feliciano (PSC) acompanham a Marcha para Jesus
    Pastor Silas Malafaia (esq) e deputado Marco Feliciano (PSC) acompanham a Marcha para Jesus
Antes do início dos shows de música gospel no palco montado na praça Heróis da FEB, em São Paulo, diversos pastores ligados à organização da Marcha para Jesus fizeram pregações e orações às milhares de pessoas presentes. Coube à Silas Malafaia o papel de fazer um discurso político. Malafaia comparou a marcha aos protestos que estão sendo organizados em todo o país. O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) decidiu não falar, mas foi ovacionado pelos fiéis.
"Não estamos preocupados com reforma política. Queremos apenas menos roubalheira e mais governo", afirmou Malafaia para os fieis que, em coro, gritavam "Jesus".

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Ter um cachorro faz bem a saúde

Já é de conhecimento geral que cachorros podem ajudar a diminuir o estresse, no entanto, outro motivo para gostar da ideia de ter um bichinho desses em casa é que eles deixam seu coração mais forte.
Pesquisadores de uma universidade japonesa monitoraram 191 pessoas, entre 60 e 80 anos, com colesterol alto, diabetes, e pressão sanguínea alta. 
Cerca de 40% dos participantes tinham um cachorro em casa. E foram esses os voluntários que mostraram maior variação nos batimentos cardíacos – isso diminui o risco de morrer por conta de alguma doença no coração.
Entre os pacientes com problemas em alguma das artérias do coração, aqueles que tinham um cão viveram um ano a mais do que os outros doentes, segundo a pesquisa.
Os pesquisadores não sabem explicar o motivo dessa melhora, mas acredita-se que ter a companhia de um cachorro supre parte da nossa necessidade de interação social e ainda nos deixa menos estressados.
Para quem pode: Vale a pena ter um cachorro!

terça-feira, 25 de junho de 2013

IGREJA MUNDIAL ANUNCIA SEGURO E AUXÍLIO FUNERAL "100% JESUS"

O colunista do UOL, Ricardo Feltrin, publicou em sua coluna do dia 25 de junho de 2013, o mais novo produto da Igreja Mundial do Poder de Deus.


Trata-se do Seguro e Auxílio funeral “100% Jesus”, O seguro que protege até o seu sono.

Esse é um dos slogans usados no mais novo produto "oferecido" pela Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago.

Trata-se de um seguro de residência e também auxílio funeral, chamado "100% Jesus".

Os anúncios vêm sendo feitos durante intervalos da  programação da Igreja Mundial nos canais UHF 21 (arrendado da Band), na própria Band e na RedeTV! O seguro começa a partir de cerca de R$ 25 mensais.

Não é a primeira vez que a Igreja Mundial coloca ou apoia produtos no mercado. Recentemente, conforme este programa revelou, Santiago colocou à venda para os fiéis tijolinhos de plástico em miniatura a R$ 200 a unidade. O objetivo seria "ajudar na obra de Deus".


A Igreja Mundial já divulgou, cerca de três anos atrás, a água "100% Jesus", que "hidrata corpo e alma".

domingo, 23 de junho de 2013

Igreja Universal entra no lugar da Mundial na CNT e Rede TV

A antiga guerra entre as igrejas Mundial do Poder de Deus e Universal do Reino de Deus ganhou um novo capítulo recentemente. Com a quebra de contrato entre a denominação do apóstolo Valdemiro Santiago e a CNT, a IURD passou a ocupar o lugar da Mundial na grade de programação da emissora.

Porém, a ofensiva da Universal contra os espaços da Mundial não param por aí, segundo o jornalista Lauro Jardim, colunista da Veja.

Jardim noticiou no Radar Online que a denominação liderada pelo bispo Edir Macedo tem feito propostas elevadas para retirar os programas da Igreja Mundial do ar.

“Além de comprar os horários de Valdemiro Santiago na CNT, a igreja Universal está procurando as outras emissoras que alugam espaços para o dono da igreja Mundial. Chega a oferecer o dobro do valor para tirar o rival do ar em canais como Rede TV!. Tudo isso em plena crise da Record, com centenas de demissões nos últimos meses”, noticiou Jardim.

Os programas da Igreja Mundial são transmitidos, além da RedeTV!, pela Band, Gazeta (em São Paulo) e Rede 21.

FONTE: Gospel+

O que é a PEC 37?

PEC define como competência "privativa" da polícia as investigações criminais ao acrescentar um parágrafo ao artigo 144 da Constituição

O que diz a PEC 37

A PEC define como competência "privativa" da polícia as investigações criminais ao acrescentar um parágrafo ao artigo 144 da Constituição. O texto passaria a ter a seguinte redação: "A apuração das infrações penais (...) incumbe privativamente às polícias federal e civis dos estados e do Distrito Federal." 

O que diz a Constituição:

A legislação brasileira confere à polícia a tarefa de apurar infrações penais, mas em momento algum afirma que essa atribuição é exclusiva da categoria policial. No caso do Ministério Público, a Constituição não lhe dá explicitamente essa prerrogativa, mas tampouco lhe proíbe. É nesse vácuo da legislação que defensores da PEC 37 tentam agora agir. 

Votação:

As propostas de emenda à Constituição, como a PEC 37, tem um regime diferenciado de votação e, para serem aprovadas, exigem quórum mínimo de 3/5 de votos favoráveis do total de membros da Casa (308 votos na Câmara e 49 no Senado) e apreciação em dois turnos tanto na Câmara quanto no Senado.



quinta-feira, 20 de junho de 2013

PERSEVEREMOS ATÉ O FIM NA CAMINHADA CRISTÃ,


A CAMINHADA NÃO É FÁCIL...
João 16:33 -Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

... MAS, JESUS ANDA CONOSCO A CADA DIA, AJUDANDO-NOS EM CADA DESAFIO...
Mateus 28:20 - Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.

... E O FINAL É TREMENDAMENTE GRATIFICANTE!
* "Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Apocalipse 2.10. 
* "mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam." I Cor. 2:9



quarta-feira, 19 de junho de 2013

Igreja Metodista envia carta ao governador de SP sobre protestos


No documento a igreja lamenta a violência entre policiais e manifestantes e condena o vandalismo.


Igreja Metodista envia carta ao governador de SP sobre protestosIgreja Metodista envia carta ao governador de SP sobre protestos

No dia 14 de junho a Igreja Metodista da 3ª Região Eclesiástica enviou uma carta ao governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, para lamentar a violência entre policiais e manifestantes que estavam nas ruas pedindo pela diminuição da passagem de ônibus.

O texto foi assinado pelo bispo José Carlos Peres que pediu para que o governador aceite dialogar para atender ao pedido dos manifestantes e se colocou a disposição para dialogar sobre este assunto.

O reverendo que atende na região da Vila Mariana, zona Sul da capital paulista, também aproveitou o momento para dizer que não concorda com a violência gerada nessas manifestações.

“Ao assistirmos as cenas dos confrontos entre policias e a população sentimos tristeza, especialmente porque muitos jovens com faixas nas mãos, apitos e um desejo enorme de fazer a diferença no país foram alvos de balas de borracha atiradas para todo lado por policiais”.

A pergunta que o bispo faz ao governador é se esta violência poderia ter sido evitada. “Não aprovamos qualquer tipo de violência”, diz ele se referindo a violência física e verbal.

“Apelamos para que o senhor estimule o diálogo de forma transparente para toda sociedade, cuide de nosso povo com o mesmo empenho na busca de votos em nossas ruas, shows, convenções e em nossas comunidades”, pediu.

O reverendo da Igreja Metodista também comentou sobre os interesses políticos que estariam por trás dessas manifestações que acabaram atraindo uma grande quantidade de pessoas usando a comoção e o desejo de mudar a realidade do Brasil.

No final da carta ele lamentou pelas pessoas infiltradas na multidão que causaram danos ao patrimônio público e privado. “Repudiamos estes que se aproveitam do momento e tornaram muito difíceis uma solução mais pacífica, mas entendemos que estes não representa o povo e seus anseios”.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

O POVO BRASILEIRO COMEÇA A SE LEVANTAR DO BERÇO EXPLÊNDIDO



Um dos mais antigos incidentes de resistência não-violenta conhecido da história está nos trabalhos de Flavius Josephus, que relata em ambas as "The Wars of the Jews" (As guerras dos Judeus) e "Antiquities of the Jews" (Antiguidade Judia)(livro 18, capítulo 3) como os Judeus demonstraram em Cesaréia na tentativa de convencer Pilatos há não dependurar símbolos Romanos, com imagens do imperador e a águia de Júpiter, em Jerusalém (ambas as imagens eram consideradas idolatras pela religião do Judeus). 

Pilatos cercou os protestantes judeus com soldados e ameaçou matá-los.

Eles responderam que eles preferiam morrer que ver as leis do Torah violadas.

Este protesto teve sucesso em atingir a sua meta.

Nosso desejo é que, neste momento, no Brasil, não haja descontrole de nenhuma parte!

Que não haja violência!

Que o objetivo de chamar atenção das autoridades competentes e do mundo para o que está acontecendo no nosso País seja atingido!

QUE OS POLÍTICOS BRASILEIROS, COM RARÍSSIMAS EXCEÇÕES, PAREM DE AGIR COMO SE TODOS OSCBRASILEIROS FOSSEM UM BANDO DE ALIENADOS!

O povo, na verdade não está se manifestando pelos R$ 0,20 de aumento na passagem, isso foi só a gota que faltava para transbordar.  

Na realidade o povo não está assimilando (engolindo) tantos gastos de dinheiro público para a realização de Copa da Confederação e do Mundo, com isenção para Fifa, desvio de verbas públicas, superfaturamentos, enquanto a saúde, a educação, a segurança continua uma vergonha, sem perspectivas de melhora!

Chega de Ladrões Legalizados nos roubando na maior cara de pau!

sábado, 8 de junho de 2013

INVISTA NA FAMÍLIA

FILHO: "Pai, posso fazer uma pergunta?"

PAI: "Sim, claro, o que é?"

FILHO: "Pai, quanto você ganha em uma hora?"

PAI: "Isso não é da sua conta, por que você pergunta uma coisa dessas?"

FILHO: ". Eu só quero saber - Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?" 

PAI: "Se você quer saber, eu ganho R$ 100 por hora."

FILHO: "Oh (com a cabeça para baixo)!

FILHO: "Pai, posso pedir por favor R$ 50?"

E, O pai se enfurece.

PAI: "Se a única razão que você perguntou é essa , para conseguir algum dinheiro e comprar mais um brinquedo ou alguma outra coisa sem sentido?

PAI:-Vá direto para o seu quarto ,para sua cama,e pense o por que você está sendo tão egoísta. Eu trabalhando duro todos os dias para ver tal comportamento infantil ".

O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta. O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.

PAI: Como ele ousa fazer tais perguntas só para conseguir algum dinheiro?

Depois de cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar:

Talvez houvesse algo que ele realmente precisasse comprar com esses R$ 50 ,e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência.

O homem foi até a porta do quarto do menino e abriu a porta.

PAI: "Você está dormindo, meu filho?"

FILHO: "Não pai, estou acordado".

PAI: "Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você antes.

-Tive um longo dia , e não deveria ter descontado meu stress em voce: Aqui estão os R $ 50 que você pediu..."

O menino se levantou sorrindo.

FILHO: "Oh, obrigado pai!"

Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados.

O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, começou a se enfurecer novamente.

O menino lentamente contou o seu dinheiro, e em seguida olhou para seu pai.

PAI: "Por que você quer mais dinheiro se você já tem? "

FILHO: "Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho.

FILHO: "Papai, eu tenho R$ 100 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, venha para casa amanhã cedo. Gostaria de jantar com você."

O pai foi esmagado. 

Ele colocou os braços em volta de seu filho, e pediu o seu perdão.

Isto é apenas uma pequena lembrança a todos vocês que trabalham arduamente na vida.

Não devemos deixar o tempo passar atraves dos nossos olhos sem ter passado algum tempo com aqueles que realmente importam para nós, os perto de nossos corações.

Não se esqueça de compartilhar que vale R$ 100 de seu tempo com alguém que você ama? 

Se morrermos amanhã, a empresa que estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de dias. 

Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas. 

E chegou a pensar nisso, nós derramamos-nos mais em trabalho do que a nossa família.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

A CRUZ E A CHAMA

A Igreja Metodista não é somente conhecida por sua teologia essencialmente bíblica, por seu compromisso missionário, educacional ou social, mas também por sua marca: identificamos a Igreja pela cruz e a chama. Este símbolo da Igreja pode ser utilizado livremente para identificar toda e qualquer igreja local, instituição, publicação, material ou presença da Igreja Metodista, desde que seja respeitados e autorizados conforme segue abaixo.
Em 2008 comemoramos duas datas importantes: os 270 anos da experiência de John Wesley na rua Aldersgate e os 40 anos da fusão de duas igrejas: a Metodista e a Evangélica dos Irmãos Unidos, formando a Igreja Metodista Unida. Como resultado dessa união, criou-se em 1968 o símbolo da Cruz e Chama que identifica a Igreja Metodista no mundo todo. Antes de ser criada a marca oficial, uma equipe designada pelo concílio da nova igreja decidiu que qualquer símbolo que fosse criado deveria trazer alguma expressão do calor que John Wesley sentiu no coração no dia 24 de maio de 1738.
O resultado foi bastante feliz: simples, mas de rico significado, o símbolo metodista traz a cruz vazia (representação do Cristo ressurreto) e a dupla-chama, que representa tanto a junção das duas denominações americanas, quanto a experiência do coração aquecido. A história deste símbolo é bastante significativa para o povo chamado metodista. Sua criação começou nos Estados Unidos, em 1968, quando duas Igrejas (a Metodista e a Evangélica dos Irmãos Unidos) se fundiram, formando a Igreja Metodista Unida.

Cruz e Chama: Este símbolo foi criado nos Estados Unidos em 1968, ano do nascimento da Igreja Metodista Unida. Nesse ano, um Concílio da nova Igreja (a Metodista Unida) nomeou uma equipe liderada por Edward J. Mikula para criar uma marca "oficial" para a nova denominação que surgiu a partir da fusão. Na equipe de Mikula, trabalhava Edwin H. Maynard, que pesquisou os aspectos simbólicos da marca "oficial". Tanto Mikula quanto Maynard decidiram que qualquer símbolo que fosse criado deveria carregar alguma expressão de calor como aquela que John Wesley sentiu em seu coração, na Rua Aldersgate, na Inglaterra, quando da sua experiência religiosa, em 24 de maio de 1738.
Por isso é que a equipe liderada por Mikula assumiu o emblema que contém a cruz vazia, lembrando o Cristo ressurreto, e a chama, lembrando aquele calor estranho no coração de Wesley, naquela noite de primavera, na Inglaterra do século 18. Além disso, o simbolismo do emblema nos relaciona com Deus, o Pai, através da segunda e terceira pessoas da Trindade: o Cristo (cruz) e o Espírito Santo (chama).
A marca foi registrada em 1971 no Departamento de Marcas e Patentes dos Estados Unidos. No Brasil, está registrada no INPI - Instituto Nacional de Marcas e Patentes. Portanto, esta é uma marca que pertence unicamente à Igreja Metodista. Qualquer pessoa ou entidade que desejar utilizar este emblema em camisas, bótons e outros objetos deverá solicitar autorização à Sede Nacional da Igreja Metodista.
A AIM -  Associação da Igreja Metodista alerta que é proibido o uso comercial do símbolo sem autorização. A  Igreja Metodista, proprietária da Marca, pode propor medidas administrativas e judiciais para a cessação do uso e requerer judicialmente indenização respectiva e pedir o pagamento por todas as despesas com o processo. A utilização do emblema requer, também, a observância de algumas regras. Sua reprodução deve ser fiel à criação original, respeitando-se as cores e as dimensões. Veja explicações abaixo ou entre em contato pelo telefone (11) 2813-8600.

Cuidados com a marca
Para evitar o uso indiscriminado ou alterado da marca Metodista, visando manter a integridade do mesmo, estabeleceu critérios para sua utilização.
Toda e qualquer reprodução do emblema deve ser fiel ao desenho original. Para isso, a Igreja Metodista, também aqui no Brasil, normatiza o uso do nosso significativo emblema, com os seguintes destaques:
• A base da chama deve ser mais baixa que a da cruz;
• O topo da chama deve ser mais alto que o da cruz;
• As pontas superiores e a base da chama devem estar na vertical, como no desenho apresentado;
• As extremidades do mastro e dos braços da cruz devem ser chanfradas à esquerda, num ângulo de 45º;
• As cores oficiais são o preto (chapado) para a cruz e o vermelho (Pantone 185 CVC) para a chama.
Observando estes critérios, é permitido fazer o uso oficial do emblema para identificar igrejas locais, atividades, programas, publicações, materiais e documentos da Igreja Metodista. Qualquer uso comercial, bem como alteração de cor ou estilização da marca, somente poderá ser feito mediante autorização explícita, por escrito, pela Sede Nacional da Igreja Metodista.
Outras marcas: Também estão registrados em Cartório e no INPI o Expositor Cristão, Em Marcha, Cruz de Malta, Flâmula Juvenil, Bem-Te-Vi, Voz Missionária, Imprensa Metodista, Igreja Metodista, Cruz e Chama, Projeto Sombra e Água Fresca, Shade and Fresh Water Project, No Cenáculo, Disk Oração, Aventureiros em Missão.
Direitos autorais de hinos e cânticos: Os hinos do Hinário Evangélico são propriedade da Igreja Metodista; a extinta Confederação Evangélica, a quem pertenciam os direitos de uso, concedeu-os à Igreja. Assim, para gravar hinos do hinário, é necessário fazer um pedido, por carta ou e-mail, à Sede Nacional. Caso alguém queira gravar cânticos, é necesssário, primeiro, conferir se eles estão na relação dos CDs já gravados pela Igreja Metodista (como os CDs gravados pela Departamento Nacional de Trabalho com Crianças, apenas para citar exemplo mais recente). Neste caso, a Igreja é detentora dos direitos autorais concedidos por seus autores (música e letra) e pode repassar os direitos de uso para terceiros, desde que haja contato prévio para saber a real finalidade.